quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Cabeça, tronco e membros

Numa das "Eucaristias com famílias", durante a partilha da Palavra, alguém comparou a família ao Corpo Místico de Cristo( a pessoa não referiu explicitamente esta expressão, mas depreendia-se claramente).
Então dizia que o pai é a cabeça, a mãe é o tronco e os filhos são os membros. Mas o corpo é um só. A família é uma unidade de amor. E acrescentava que o tronco sem a cabeça e sem os membros não subsistia; a cabeça, sem o tronco e os membros, era inútil; os membros sem a cabeça e o tronco, estiolavam. Na família, ninguém está a mais, todos têm o seu lugar e a cada um cabe realizar a sua função para o bem do único corpo familiar.
Soube-me muito bem esta explanação, vinda de alguém que não têm estudos teológicos. É que o Espírito de Deus fala em todos e por todos se manifesta.

Assim como Cristo se entregou totalmente à Igreja, numa fidelidade e doação sem limites, assim marido e mulher se entregam um ao outro. Uma entrega que só o amor explica e que se abre à vida.

Sem comentários:

Enviar um comentário