terça-feira, 28 de julho de 2015

Festa de Cristo Rei







Em  26 de julho, teve lugar a Festa de Cristo Rei. Depois de, na véspera, ter havido uma partida de futebol no estádio municipal em que intervieram pessoas do povo, teve lugar à noite um porco no espeto. O dia da festa teve o seu ponto alto na Eucaristia, seguida da procissão. De tarde, houve um concerto de concertinas e o sorteio das rifas.
Além da Comissão de Cristo Rei, também as pessoas de Gondomar se mostraram disponíveis para colaborar. Todos estão de parabéns.
Assinale-se o gosto, empenho e dedicação da Comissão de Cristo Rei. Com fraquíssimos rendimentos, fazem o que podem por aquele lugar fantástico. Sempre limpo, asseado e melhorado.
Duas estruturas fazem muita falta a Cristo Rei. A eletrificação do espaço e o alcatroamento da estrada que faz a ligação a Santa Helena.
Santa Helena e Cristo Rei, dois pontos turísticos por excelência, bem mereciam estas duas estruturas básicas.

Coisas da Minha Mãe...

video

Se Jesus é a Vida, Maria é a Mãe da Vida

“Se Jesus é a Vida, Maria é a Mãe da Vida.
Se Jesus é a Esperança, Maria é a Mãe da Esperança.
Se Jesus é a Paz, Maria é a Mãe da Paz, Mãe do Príncipe da Paz.”

João Paulo II

segunda-feira, 27 de julho de 2015

Seus filhos vão com você à Missa?

Os pais precisam recordar que são os primeiros evangelizadores dos seus filhos
misa
Talvez você se lembre que, quando era pequeno, certamente o obrigavam a ir à Missa. Era um martírio, às vezes, levantar-se cedo, vestir a “roupinha do domingo” e ir com sua família à Missa na paróquia que o viu nascer, talvez na sua cidade natal.

Com o passar dos anos, esta norma imposta pela sua família foi se tornando um hábito, a tal ponto que, quando você era jovem, já o fazia por opção, gosto e fé, que ia experimentando a cada domingo, e mais ainda se participava de algum grupo paroquial.

Hoje, na idade em que se encontra, talvez continue participando da Missa dominical. O que você formou como hábito na infância e juventude, continua fazendo hoje. A partir disso, vale a pena perguntar-nos: e seus filhos, eles também o acompanham à Missa?

Você ensinou aos seus filhos a importância de participar da Eucaristia, como cristãos católicos? Eles se prepararam para receber a comunhão, confirmar sua fé, servir a comunidade e confessar-se? Eles são parte ativa da sua comunidade paroquial... ou são os que dormem e não veem a hora de este santo encontro acabar?

Pais, vocês são os primeiros evangelizadores dos seus filhos. De vocês depende que a Igreja possa continuar regando a semente do Evangelho a todas as nações.

Você consegue imaginar uma paróquia na qual se celebre uma Missa todos os domingos, mas somente com pessoas idosas, durante 20 anos? No futuro, possivelmente esta seria uma das paróquias candidatas a ser fechada por falta de juventude, já que não existiriam novos ministros para dar continuidade à tarefa daqueles leigos que gastaram toda a sua vida ao serviço da comunidade.

Nós os convidados a ler os números 302 e 303 do Documento de Aparecida, para aprofundar no conceito de família e nos deveres que esta tem no contexto de suas funções como primeira evangelizadora.

Convide seus filhos para ir à Missa. Não o faça com a voz do autoritarismo aprendido na sua infância, mas com a voz do amor, para que eles compreendam e vivam a experiência de Jesus ressuscitado em seus corações.

Lembre-se de que a família que reza unida (também durante a Santa Missa) permanece unida.
Fonte: aqui

sexta-feira, 24 de julho de 2015

C O N V I T E

IMAGEM PEREGRINA DE NOSSA SENHORA DE FÁTIMA


Quando se trata da Visita da Imagem da MÃE, logicamente que TODOS estão convidados. ...
Assim de uma forma singela, a Paróquia convida todas as pessoas, famílias, associações, grupos, existentes na área desta Paróquia a marcar presença na receção, procissão de velas, Eucaristia, noite e manhã de oração.

26 Julho 2015 - 17º Domingo do Tempo Comum - Ano B

Leituras: aqui
video

quinta-feira, 23 de julho de 2015

PROGRAMA DA VISITA DA IMAGEM PEREGRINA À PARÓQUIA DE TAROUCA

4 e 5 de agosto de 2015


VENHA PASSAR UMA NOITE DIFERENTE!


JUNTE-SE A MARIA!




quarta-feira, 22 de julho de 2015

Vem aí o Dia dos Avós...

O Dia dos Avós acontece no dia 26 de julho, pois nesta mesma data são também comemorados os Dias de Santa Ana e de São Joaquim, pais de Maria e  avós de Jesus Cristo.
 Nossos avós: sabedoria, ternura, carinho e compreensão 

 

terça-feira, 21 de julho de 2015

Se passar por Tarouca neste Verão, não regresse sem ter deixado o seu contributo para o Centro Paroquial

CENTRO PAROQUIAL SANTA HELENA DA CRUZ
Se passa por Tarouca neste Verão, não regresse sem ter deixado o seu contributo para o Centro Paroquial.
Deus nunca deixa... sem recompensa o bem que fazemos pelos outros e pelo futuro desta terra...
O Centro Paroquial é um bem que deixamos a quem vier depois de nós.
Não deixe o futuro sem o seu contributo.
Fale do Centro Paroquial aos seus amigos e familiares que o visitam neste Verão!
Obrigado.





O que é o Click To Pray?

Veja aqui




Lamego: Imagem Peregrina de Fátima visita a diocese

D. António Couto pede um acolhimento com «simpatia e fidalguia», entre os dias 26 de julho e 09 de agosto
A Diocese de Lamego vai receber a Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Fátima entre 26 de julho e 09 de agosto com “simpatia e fidalguia” e oportunidade de fundamentar a “fraternidade”.
Numa “Nota Pastoral sobre a visita da Virgem Peregrina à Diocese De Lamego”, D. António Couto afirmou que a peregrinação da imagem pela região deve ser uma oportunidade para experimentar “laços de maior filialidade e fraternidade”.
“Recebamos, pois, amados irmãos e irmãs, a Virgem Peregrina, não apenas com simpatia e fidalguia, mas com o coração em festa”, refere o bispo de Lamego no documento enviado à Agência ECCLESIA.
D. António Couto lembra que os habitantes de Lamego peregrinam muitas vezes a Fátima procurando “procurando acolhimento e remédio no seu coração maternal”, sendo desta vez a Imagem de Fátima que vai percorrer os “caminhos pedregosos” da região.
“Agora é ela, nossa Mãe e Senhora, que vem carinhosamente visitar-nos a nossa casa. Recebamo-la, pois, amados irmãos e irmãs, com amor intenso, e com todas as nossas portas abertas”, escreve o bispo de Lamego.
A Imagem de Nossa Senhora de Fátima vai percorrer a Diocese Lamego entre os dias 26 de julho e 09 de agosto, numa peregrinação por todas as dioceses de Portugal no âmbito da preparação para o centenário das aparições de 1917.
In Agência Ecclesia

segunda-feira, 20 de julho de 2015

Um Papa revolucionário?

II Encontro Mundial de Movimentos Populares,
em Santa Cruz de la Sierra, Bolívia
Foto de Lydiane Ponciano, retirada
daqui

O Papa Francisco concluiu a visita à América Latina. Deixou uma palavra de apoio às mudanças que se estão a operar nos países por onde passou, destacando as que promovem uma sociedade mais justa e inclusiva. Foi muito crítico em relação ao sistema socioeconómico que tudo submete à “lógica do lucro a todo o custo, sem pensar na exclusão social nem na destruição da natureza”. Sobretudo no discurso aos movimentos populares reunidos na Bolívia.


“Com sua habitual franqueza, o papa defendeu para todos esses ‘semeadores de mudança’ o acesso aos direitos sagrados dos ‘Três Ts’ – teto, trabalho, terra – e uma distribuição diferente das riquezas. Com tons quase revolucionários, ele condenou ‘o esterco do diabo’, ‘a ambição desenfreada do dinheiro que governa o sistema’ e ainda ‘a economia que mata’”, podia-se ler no editorial do jornal francês “Le Monde”, intitulado “A revolução social do Papa Francisco”.


O “Religión Digital” classifica como uma “refundação da Doutrina Social da Igreja” o discurso do Papa. “Depois de termos ouvido vários Papas abordar os perigos da ‘ditadura do proletariado’ (comunismo) e da ‘ditadura do relativismo’ (modernidade), finalmente agora um papa teve a coragem de denunciar a ‘ditadura subtil’ do atual sistema capitalista neoliberal globalizado que vai deixando as suas marcas e o seu ‘cheiro’ podre na sociedade e na natureza: o ‘esterco do diabo’ (em latim, stercore diaboli, um bom nome para esta “Encíclica”) onde reina a ambição desenfreada por dinheiro”, disse Sérgio Coutinho, professor de História da Igreja no Brasil, a esse sítio religioso.


As palavras corajosas de Bergoglio incomodam muitos que continuam a incensar o sistema capitalista e a professar a fé cega no mercado livre, até em cursos de economia das universidades católicas. Destacam as suas virtualidades e escamoteiam as suas perversidades, que estão na génese de fenómenos de “pobreza, desigualdade e exclusão”. A esses, o vaticanista Andrea Tornelli recorda que o Papa se limita a repropor os ensinamentos da tradição cristã. E a discussão não deve ser se ele é “comunista ou se fala demasiado dos pobres”, mas “por que é que na Igreja estes ensinamentos têm sido esquecidos ao ponto de parecer revolucionária a pregação do Papa argentino?”


(Texto de Fernando Calado Rodrigues  publicado no Correio da Manhã de 17/07/2015)
Fonte: aqui

domingo, 19 de julho de 2015

CANTO CORAL NA CELEBRAÇÃO DO MATRIMÓNIO

maxresdefault
1. A música, na celebração do sacramento do Matrimónio, não pode ser considerada como um mero elemento decorativo ou expressão externa de pompa ou motivo de circunstância. “Os cânticos a utilizar, devem ser adequados ao rito do Matrimónio e exprimir a fé da Igreja… O que se diz da escolha dos cânticos vale também para a escolha das obras musicais” (Ritual do Matrimónio, Preliminares, 30).
2. O seu caráter sagrado e a sua adequação à Liturgia do Matrimónio são critérios fundamentais, acima dos gostos e das preferências dos noivos e/ou dos grupos que se apresentam para cantar ou tocar. Estes critérios implicam que os grupos corais e instrumentais possuam um repertório sacro e litúrgico experimentado e que conheçam a liturgia da Igreja, nomeadamente a do Sacramento do Matrimónio.
3. Enquanto elemento litúrgico, a música deve corresponder ao sentido do mistério celebrado e conduzir os fiéis a participar nele, quer interior quer exteriormente. A música na liturgia é primariamente canto da Palavra de Deus e do louvor da Igreja. Os instrumentos podem ser usados como prolongamento do canto.
4. Os executantes (cantores, coros e instrumentistas) devem ser competentes técnica e artisticamente, possuir o sentido da Assembleia, ser capacitados para assumir o serviço da Oração da Igreja e participar consciente e ativamente na celebração. Em princípio, dentro do possível, embora não exclusivamente, dever-se-á dar preferência aqueles agrupamentos ou cantores e instrumentistas que, dominicalmente, realizam o serviço litúrgico.
5. Não se exclui a Música Sacra antiga, coral ou instrumental, que pertence ao tesouro da fé e da arte da Igreja, música nascida e executada na Liturgia, imbuída e configurada pelo mistério celebrado. Tal música possui qualidades de caráter, ao mesmo tempo, estético e espiritual que oferece uma forma muito própria e única de participação.
6. O programa musical de qualquer celebração litúrgica e a sua execução deve ter a aprovação do Pároco ou do Presidente da celebração. Cabe-lhe, de acordo com os princípios enunciados e atendendo às circunstâncias:
a) discernir a qualidade formal e espiritual, e o enquadramento litúrgico dos cânticos, no que se refere ao rito, ao tempo litúrgico, às possibilidades da Assembleia e às capacidades dos executantes.
b) julgar da oportunidade ou necessidade de omitir ou modificar a escolha de alguns cânticos, em função das circunstâncias pessoais dos nubentes ou do ritmo da celebração.   
7. Na preparação para a Celebração, os noivos deverão requerê-lo e dispor-se a oferecer um contributo, para a Paróquia, destinada à formação musical, litúrgica e espiritual dos cantores e dos fiéis.  
Pe. Marcos Alvim, (Departamento Diocesano de Música Sacra)
in Voz de Lamego, n.º 4321, ano 85/35, de 14 de julho de 2015

sexta-feira, 17 de julho de 2015

Você é único!

Deus o criou diferente de todos por amor e para que você possa fazer a diferença!
corazon
Você é único e especial. É diferente de todos.
Temos futuros diferentes e maravilhosos. E é por isso que você veio ao mundo.

Deus o criou diferente de todos por amor e para que você possa fazer a diferença vivendo no amor.
Jesus veio ao mundo para que você possa seguir o exemplo dele: fazer com que as pessoas se tornem dignas, valorizadas, resgatadas e amadas.
Maria também foi única em sua caminhada: além de carregar o Menino Jesus em seu ventre, ela o educou ciente da sua missão na Terra, como demonstra ao dizer nas bodas de Caná da Galileia: “Fazei tudo o que Ele vos disser” (Jo 2,1). São exemplos de fé, humildade, unidade e amor cristão. Faça você o mesmo!

Você é único! Sem você, o mundo seria incompleto, pois a essência que você carrega o torna especial: valorize-se, ame-se, alegre-se e viva sabendo que Cristo o ama com amor eterno, incomparável, incondicional e compassivo.
Você tem caminhos a traçar na vida: por isso, terá que cultivá-los e escolher o melhor para vencer.

Poderá surgir outro nome igual ao seu: Maria, Francisco ou João... Mas ele nunca terá o mesmo som ao ser pronunciado como o seu por alguém.

O mundo é um oceano e você é uma gota. Mas uma gota única e especial.
Eu e você somos diferentes e viemos a este mundo para construir vidas diferentes, mas interligadas e harmônicas.

Pense nisso!
Fonte: aqui

terça-feira, 14 de julho de 2015

Em 4 de agosto, pelas 22 horas, a Imagem Peregrina de Nossa Senhora chegará à Paroquia de S. Pedro de Tarouca




Vinda da Paróquia de Dalvares, a Imagem Peregrina de Nossa Senhora chegará à nossa Paróquia no dia 4 de agosto, pelas 23 horas.
- Toda a paróquia irá receber a Imagem de Nossa Senhora no Castanheiro do Ouro, seguindo-se a procissão de velas até à Igreja Paroquial.
- Durante toda a noite a Imagem ficará na Igreja Paroquial, com várias turnos de oração.
- Pelas 10.30 horas do dia 5 de agosto, a  Imagem Peregrina de Nossa Senhora partirá para continuar a visitar outras paróquias do concelho.


Toda a Paróquia, associações, grupos, cada pessoa... Todos convidados a acolher com alegria, entusiasmo e  o carinho da fé a Imagem da Mãe do Céu!
Vamo-nos ajudar uns aos outros, falando, esclarecendo, motivando!
Maria Santíssima merece tudo.

domingo, 12 de julho de 2015

Correu bem a Festa de Santa Helena 2015

A GRATIDÃO É A MEMÓRIA DO CORAÇÃO 
Uma festa destas, num lugar isolado, exige sempre muito de muita gente. Na serra, não há nada. E é quando tudo falta, que se aprecia a grandeza de um gesto, a beleza da solidariedade.
Agradecemos ao Senhor Bispo  Emérito, D. Jacinto,  sua presença, a palavra de Pastor, a amizade demonstrada.   Aos senhores padres que estiveram presentes, dizemos obrigado pela comunhão sacerdotal demonstrada e pelo serviço no Sacramento da Reconciliação. Um bem-haja muito sentido ao Senhor P.e  Bráulio, pregador da novena, pela maneira bela como nos comunicou a Palavra de Deus, pela forma multo humana e cativante como soube estar entre nós, pelos grupos e pessoas que trouxe até nós e, sobretudo, pela fé vivida e sentida. Dizemos obrigado ao coral da novena e da festa, aos leitores, aos acólitos,  aos que recolheram as esmolas e atenderam os peregrinos, ao senhor Amândio que conduziu a carrinha no transporte de novenistas, aos dadores de flores, de comestíveis para a casa, de ofertas para a capela, a quem ofereceu trabalho, sempre precioso, a quem teve uma palavra de apoio e de incentivo. Um bem-haja às zeladoras da Irmandade de Santa Helena pela maneira disponível como atenderam e acolheram os irmãos; ao sacristão pela competência revelada;  à cozinheira e seu marido pela maneira alegre e disponível como preparou as refeição, bem como ao grupo de senhoras que ajudaram nas refeições da festa; às pessoas que estacionaram na Serra, pois foram fantásticas, amigas, alegres e colaborantes; a todas as pessoas que participaram nas novenas, pela sua fé vivida, partilhada, edificante; a todos os peregrinos e romeiros que demandaram Santa Helena pela ocasião da Festa.
Uma saudação muito especial ao Jovens "Arautos da Alegria" pelos cartazes elaborados, pela dinamização de algumas celebrações, por terem acampado na Serra durante a novena, pela presença no coral. Igual saudação merecem os outros grupos  que nos visitaram e nos ajudaram na vivência multifacetada da fé: Mendigo de Deus, Jovens Sem Fronteiras, Irmãs Servas de Maria do Coração de Jesus, Jovens de Almacave e Casal António Avelino e Inês.
Aos senhores Presidentes da Câmara e da Junta dizemos também obrigado pela disponibilidade em apoiar sempre. Ambos, cada um a seu modo, mostraram total disponibilidade para ajudar, cada um no seu âmbito de acção. Um obrigado sentido e profundo a todos os elementos do Conselho Económico, suas esposas e filhos. 
O Conselho Económico é fantástico, não só pelo empenho que demonstra por este lugar, como pelo trabalho, dedicação e competência que oferece a Santa Helena, ao longo do ano, pois na maior parte dos domingos a capela e o bar estão abertos e vários outros trabalhos são realizados. Na Festa, então, dão o litro para que tudo corra bem. Muito obrigado.

Obrigado a todos pela generosidade.

sábado, 11 de julho de 2015

SANTA HELENA - 7º Dia de Novena

Tema: FELIZES OS QUE USAM DE MISERICÓRDIA...
Na noite deste 7º dia de novena, esteve connosco o casal António Avelino e Inês.
Este casal, pais de 3 filhos, da diocese do Porto, veio até nós após um dia de trabalho.
Veio para nos ajudar a ler Deus no rasto da vivência  da sua família.
Partindo da sua vida concreta, como filhos e pais, marido e esposa, testemunharam a beleza da misericórdia, da paciência e da intervenção de Deus na vida individual e familiar.
O testemunho correu vivo, sincero, espontâneo.
Muito obrigado a este casal.



quinta-feira, 9 de julho de 2015

SANTA HELENA - 6º Dia de Novena

 
 
 
 
Atividades:
1º - Novena da 8 horas;
2º - Eucaristia com os idosos dos lares de Tarouca e Armamar, às 15 horas;...
3º - Novena das 18:30 horas, animada pelo Grupo de Jovens de Almacave;
4º - Oração Taizé às 21:30 horas, dinamizada pelo Grupo de Jovens de Almacave.

Tema da novena: "Felizes os que tem fome e sede de ver cumprida a vontade de Deus."

Foi muito bom ter connosco o Grupo de Jovens de Almacave. Pela alegria, serenidade e oração ajudaram a comunidade a abrir-se a Deus, experimentando a felicidade que d'Ele vem. Obrigado.

quarta-feira, 8 de julho de 2015

SANTA HELENA - 5º Dia de Novena

Neste dia, salientou-se:
1.O bom número de pessoas presentes na novena das 8 horas...
2. A presença entre nós das Irmãs Servas de Maria do Coração de Jesus:
- Orientaram um tempo de oração eucarística durante a tarde;~
- Dinamizaram através do canto e da proclamação das leituras a novena das 18.30h;
- Orientaram a oração da noite, onde a música, a oração, o testemunho, os gestos e a reflexão estiveram presentes

3. O tema deste dia foi "Jesus, o Humilde: a humildade na relação familiar."