domingo, 7 de fevereiro de 2010

"Filha, como correu hoje a catequese"?

Este sábado. Dia cansativo. Dois funerais tornaram mais pesado o já árduo trabalho de cada sábado.
Terminada a última vespertina, o convite amigo para jantar com uma família onde, aliás, vou muitas vezes. "O senhor já sabe, sempre que queira ou possa... Não é preciso estar sempre a dizer..."
Mas ontem havia um motivo especial. Tinha havido a matança e estavam lá os torresmos, que tanto aprecio, à minha espera.
A pequenita fora com os avós e a madrinha à Eucaristia. Ela costuma participar na Missa com crianças com os pais, mas ontem estava cá a madrinha e foi diferente.
A mãe da pequena trabalhara até tarde, comera no local onde trabalha e, quando chegou já nós tínhamos jantado. A menina corre para a mãe, que a abraça e afaga. Depois pergunta-lhe:
- Portaste-te bem na catequese? O que é que hoje aprendeste?
E a pequena lá respondeu. Perante o meu "muito bem", a mãe explica-se:
- Ela sabe que todos os sábados o pai e eu lhe perguntámos sobre a catequese, ela tem que nos dar catequese a nós sobre aquilo que aprendeu...

Bonito. Ainda há pais que escutam aquilo que lhes é pedido nas reuniões e sabem quão importante é o seu papel no acompanhamento da caminhada catequética de seus filhos.
E se todos os pais fizessem o mesmo? Não beneficiariam muito mais os catequezandos!? Não seria tudo bem mais fácil e belo!?

Os dois grandes pilares da construção cristã são a catequese e a Missa. Privar ou não dar o devido relevo a qualquer dos pilares, estamos a construir defeituosamente, pondo em perigo o futuro.

Sem comentários:

Enviar um comentário