terça-feira, 30 de novembro de 2010

SENHOR, ESTOU AQUI!


SENHOR, estou aqui,

pregado a esta cama.

Estou impaciente e aborrecido.

É-me difícil inventar modos

para passar o tempo, não consigo

nem ler nem concentrar-me.

Sou brusco até com quem me trata

e não aceito facilmente

os gestos de dependência mil vezes repetidos.

Passo os meus dias observando

o que acontece à minha volta

e com a mente revisito o passado.

Mas agora quero erguer

para ti, crucificado, o meu olhar

para haurir a força de esperar,

a sabedoria de valorizar os pequenos progressos,

a paciência de suportar os imprevistos,

a alegria de confiar em ti.

Sem comentários:

Enviar um comentário