sexta-feira, 10 de maio de 2013

2º DIA DE VISITA PASTORAL

 
 
 
 
 
 
 
Quinta-feira, dia 9 de Maio. Segundo dia de Visita Pastoral do nosso Bispo a esta comunidade paroquial de São Pedro de Tarouca.
Recebido na Câmara Municipal pelo Presidente da Câmara e Vereador, cumprimentou em seguida todas as pessoas que trabalham na autarquia e o quiseram cumprimentar. Seguidamente, no Salão Nobre da Câmara, realizou-se uma curta e significativa sessão onde o Presidente da Câmara expressou a sua alegria por receber o Prelado e frisou os valores humano-cristãos que regem as gentes do Vale Encantado. D. António Couto disse da sua satisfação e falou de "cristãos enamorados", que  vão muito para além de "cristãos praticantes", porque os enamorados não se contentam em cumprir preceitos, mas querem amar cada vez mais, cada vez melhor, cada vez mais intensamente. E porque enamorados, os cristãos sentem necessidade de praticar a sua fé.
De seguida, o Bispo, acompanhado pelo Presidente da Câmara e Vereador, percorreu o edifício camarário, tendo oportunidade de apreciar a mais recente melhoria do edifício.
Na Junta de Freguesia, que o recebeu também com alegria, o sr. Bispo ouviu do Presidente da Junta uma pormenorizada exposição da situação da Freguesia: habitantes, povos, organismos sócio-desportivo-culturais, anseios, necessidades, especialmente a falta de futuro para os mais novos, dada a situação do país. D. António falou de esperança, proximidade, presença, ajuda.
Houve depois uma passagem pelo centro de Saúde, onde as pessoas o receberam com simpatia.
Na Igreja Paroquial, teve lugar a celebração da Eucaristia, tendo o Bispo administrado o Sacramento da Santa Unção a algumas dezenas de idosos e doentes. Foi um momento muito belo "do carinho de Deus" por estes irmãos mais fragilizados pela doença ou pela idade, como frisou o Prelado. 
Agradece-se à Santa Casa o transporte gratuito de alguns doentes e idosos. Felicitam-se os familiares que os acompanharam.
Seguiu-se a Missa no povo de Cravaz, cujo padroeiro é o Senhor dos Matosinhos. Recebido à porta pelo povo, em nome do qual D. Augusta pronunciou umas bonitas palavras, recebeu depois um ramo de flores das mãos das crianças. Foi pelas crianças da povoação que D. António perguntou e depois cumprimentou. Na Eucaristia, o Bispo saudou as pessoas de Cravaz, disse da sua admiração pelo templo e convidou as cravazenses a viverem o amor de Cristo no amor uns pelos outros pela presença e pela mútua preocupação de uns para com os outros. Assim se gera a esperança.
O dia terminou nos Bombeiros. Recebido pelo Comandante, pelo Presidente da Direção e pelos corpos sociais, D. António assistiu à parada dos Bombeiros. Na sala onde se encontram as fotos dos que serviram a instituição, descerrou uma lápide, lembrando a sua passagem pelo Quartel. Visitou depois as instalações, guiado pelo presidente da Direção e pelo Comandante. Assistiu a uma pequeno vídeo que retrata a vida dos nossos Bombeiros e jantou com eles e as entidades presentes. Durante a refeição dirigiu-lhes uma palavra  de apreço pelo que viu e ouviu, desafiando-os à vivência dos valores que belamente definem o ser bombeiro.  Usou também da palavra o Presidente da Direção para manifestar o seu contentamento pela presença do Bispo e para se referir à vida daquela instituição. Após um momento de convívio, D. António partiu.
Salienta-se  que tudo correu bem, as instituições que visitou souberam acolher belamente e o sr. Bispo espalhou simpatia, serenidade e acolhimento, tornando presente o carinho de Deus por cada pessoa.

Sem comentários:

Enviar um comentário