domingo, 28 de julho de 2013

JMJ 2013: Papa despede-se do Brasil perante multidão recorde em Copacabana



O Papa Francisco encerra hoje a sua primeira viagem internacional num dia em que presidiu à missa final da 28ª Jornada Mundial da Juventude (JMJ) do Rio de Janeiro e se despede do Brasil.
Mais de três milhões de peregrinos estiveram na Praia de Copacabana para a chamada ‘missa do envio’, que começou às 10h00 (mais quatro em Lisboa), um número semelhante indicado pelos organizadores relativamente aos participantes na vigília de sábado.
Segundo a Prefeitura (município) do Rio de Janeiro, esta foi a primeira vez que a praia recebeu uma multidão tão numerosa, já que o recorde anterior era de 2,3 milhões de pessoas.
O arcebispo do Rio saudou o Papa e explicou que no local inicialmente escolhido para esta missa, o 'Campus Fidei', em Guaratiza, zona oeste da cidade, vai ser construído o 'bairro campo da fé', com o contributo financeiro dos jovens do mundo inteiro.
"Os investimentos serão para o povo pobre, que vai lá morar", revelou D. Orani Tempesta, a respeito do local, abandonado por falta de condições devido ao frio e à chuva, uma "surpresa para a cidade conhecida pelo sol e o calor".
Uma relíquia de João Paulo II (1920-2005), criador das JMJ, está sobre o altar onde está a ser celebrada a missa.
A presidente brasileira Dilma Rouseff está na celebração com outros líderes latino-americanos, entre os quais a presidente da Argentina, Cristina Kirchner, e o da Bolívia, Evo Morales.
A celebração teve início com o hino oficial da JMJ executado por um coro de cantores religiosos de todo o Brasil, dirigido por sacerdotes que evangelizam através da música sacra.
No final da missa, o Papa abençoou e entregou a dez jovens uma pequena imagem do Cristo Redentor, símbolo da ‘cidade maravilhosa’, como sinal de envio missionário pelos cinco continentes.
O dia do Papa inclui, após o almoço, um encontro (16h00) com os 45 membros da comissão de coordenação do Conselho Episcopal da América Latina e Caraíbas (Celam), inserido no programa da viagem a seu pedido.
Francisco despede-se então da residência do Sumaré, que o acolheu desde segunda-feira, quando chegou ao Rio de Janeiro, e antes de chegar ao aeroporto reúne-se com os voluntários da 28ª JMJ, no Pavilhão 5 do Rio Centro.
Às 18h30, decorre a cerimónia de despedida no aeroporto internacional do Rio, com o último discurso do Papa em solo brasileiro, e a partida com destino a Roma pelas 19h00.
A chegada à capital italiana está prevista para as 11h30 locais (menos uma hora em Lisboa) de segunda-feira.
Agência ecclesia

Sem comentários:

Enviar um comentário