quarta-feira, 3 de julho de 2013

A generosidade de uma criança

 
A tendência natural das pessoas é serem egoístas. E se não forem educadas a repartir com os outros, isso poderá ser um problema futuro na relação com os demais. Um exemplo disso é a dificuldade de fazer as partilhas dos bens deixados pelos pais. Por isso vemos tantas vezes irmãos zangados por causa das partilhas.
É bom que os educadores habituem as crianças a repartir com os que não têm ou a darem o que não lhes faz falta. Dar brinquedos ou roupas que já não usam é um bom meio de educar à generosidade.
Alguns jornais trouxeram há dias a notícia de um menino americano de oito anos que doou todo o dinheiro que recebeu dos seus familiares e padrinhos pela sua Primeira Comunhão a um refeitório que atende pessoas pobres. E o menino explicou que o fez em resposta ao pedido do Papa Francisco de ajudar os mais necessitados
Alex Trindad, que está no terceiro ano do ensino fundamental da escola Lehigh County, doou os 465 dólares que recebeu pela sua Primeira Comunhão à Cozinha Ecuménica em Allentown, estado da Pennsylvania.
A mãe de Alex, que escreve num blog chamado Filling my Prayer Closet, explicou que seu filho "gosta muito do Papa Francisco" e "achou que tinha que dar todo o seu dinheiro da Comunhão aos que passam fome".
"Se nós não alimentarmos os pobres e os famintos, então quem o fará, mãe?", disse o menino a sua mãe.
Perguntado sobre seu acto de generosidade, Alex Trindad disse ao canal de TV local WFMZ que "o Papa Francisco disse que temos que alimentar os pobres. E eu sinto-me bem porque agora todos podem comer".
A doação de Alex permitiu alimentar por um dia e meio 350 pessoas que tiveram oportunidade de conhecer o menino, a quem aplaudiram alegremente pela sua obra de caridade.
Fonte: aqui

Sem comentários:

Enviar um comentário