sexta-feira, 3 de março de 2017

5 Março 2017 – 1º Domingo da Quaresma – Ano A

“Jesus é companhia na cruz do dia a dia” 
Leituras: aqui

A cruz do pecado - Tentações 

1.- Estamos a viver o primeiro domingo da Quaresma.

2.- A Quaresma sempre foi um tempo muito especial entre os cristãos.

3.- Sim! Tempo de penitência, jejum, oração. Tempo de cada um de nós entrar no interior de si mesmo para verificar da verdade e da coerência da sua vida.

1.- O mundo em que vivemos está em profundas transformações. Nem sempre de acordo com o projeto de Deus e com aquilo que Ele nos indica como bom para toda a humanidade.

2.- Vivemos num mundo disperso e algo confuso. As pessoas têm dificuldade em encontrar referências que lhes deem segurança e as sustentem no gosto de viver.

3.- Antigamente eram muitas as referências exteriores que faziam deste tempo, para os cristãos, um tempo muito diferente dos outros. Os sinais de sacrifícios e de penitência eram muitos.

1.- Sim! Esses tempos já lá vão! Havia muitos sinais exteriores, e isso era uma ajuda! Mas os tempos vão mudando, os costumes e os modos de ver vão-se alterando.

2.- Isso é verdade. Mas a Quaresma tem de ser, para nós cristãos, um tempo diferente. Um tempo rico de interioridade e de vontade de acertarmos os passos do nosso viver com as indicações de Deus.

3.- Trata-se de percebermos que Deus só quer o nosso bem. Quer o bem melhor para nós, para todos e cada um de nós.

1.- Assim somos convidados a viver esta Quaresma fazendo algo diferente exteriormente, que nos ajude a viver uma conversão interior.

2.- Precisamos de conversão. Precisamos de perceber que a nossa vida está cheia de fraquezas, que somos chamados a reconhecer e a procurar ultrapassar.

3.- Precisamos de conversão! Precisamos de perceber que Deus nos ama sem medidas e está sempre disposto a compreender-nos e ajudar-nos.

1.- Aceitemos o convite que nos é feito para esta Quaresma.

Todos: - Somos convidados a olhar a cruz da nossa vida à luz da Cruz de Cristo.

2.- São muitas a situações de dor e sofrimento, são muitas as dificuldades da vida. E Tal situação muitas vezes pode tornar difícil o reconhecer a Jesus como uma presença amiga e reconfortante na nossa vida.

3.- Em cada semana iremos ter em conta uma situação difícil da nossa vida e procurar vê-la em relação com Jesus Cristo.

Todos: Jesus é companhia na Cruz do dia a dia!

1.- A Palavra de Deus deste domingo leva-nos a pensar numa realidade dolorosa muito presente na nossa vida: o pecado.

2.- Sim! O pecado! O pecado é presença constante na nossa vida pessoal e na história da humanidade.

3.- Põe-nos numa grande desarmonia interior. Põe-nos distantes de nós mesmos, dos outros, de Deus.

1.- Tira-nos o gosto de viver.

2.- Abala a nossa dignidade e ofusca a imagem de Deus.

3.- Às vezes perdemos o sentido do pecado. E isso é uma situação muito delicada, porque deixamos de reconhecer a presença do mal em nós.

1.- E, se assim é, torna-se mais difícil reconhecer e aceitar o bem.

2. - A condição pecadora faz parte de toda a humanidade. Em Adão e Eva todos nos identificamos como pecadores, tentados a abandonar o projeto de Deus

3.- Nós, cristãos, não podemos perder essa consciência...

1.- Sim! A tentação para o mal faz parte da nossa vida. E muitas vezes a tentação vence-nos.

3.- Podemos dizer que o pecado faz parte da cruz da nossa vida.

1.- Uma cruz que às vezes é bem pesada. Pesa-nos a consciência do mal que fazemos.

2.- Pesa-nos o termos vontade de melhorar, de corrigir aspetos do nosso viver e não o conseguirmos.

3.- Pesam-nos os esforços de mudança de vida sem grandes resultados.

Todos: O pecado torna mais pesada a cruz da nossa vida.

1.- Mas será que o pecado terá a última palavra sobre nós? Será que vai sair vencedor?

2.- Bem sabemos que não. Jesus veio ao mundo para nos salvar.

3.- Se em Adão e Eva todos nos identificamos como pecadores, tentados a abandonar o projeto de Deus, em Jesus Cristo todos nos identificamos como justos.

1.- “Tal como pela falta de um só veio para todos os homens a condenação, assim também pela obra justificadora de um só, veio para todos a justificação que dá a vida.”

2.-  Jesus veio redimir-nos. Ele também foi tentado. Mas venceu!... N`Ele o pecado não triunfou!... Em Jesus e com Jesus vencemos o nosso pecado.

1.- Ao longo desta semana pensemos na nossa condição pecadora. Procuremos aceitar a cruz pesada do pecado que há em nós.

2.- Aceitemos carregar a cruz do pecado. Não para que essa cruz nos esmague e destrua, mas para que se transforme em fonte de vida nova com Cristo morto e ressuscitado.

3.- Aceitemos o perdão de Deus. Abramos o nosso coração à sua misericórdia constante e infinita.

1.- Não o esqueçamos: Jesus é companhia na cruz do dia a dia!

Todos:. É Jesus que carrega connosco a cruz do nosso pecado. Há-se transformá-la em cruz do perdão, Cruz da Ressurreição.

Sem comentários:

Enviar um comentário