quarta-feira, 5 de junho de 2013

"A oração faz milagres"

--
O Papa Francisco afirmou há dias no Vaticano que é preciso lutar contra a "incredulidade" e rezar de forma "corajosa" para que os milagres aconteçam.


"Mas porque há esta incredulidade? Penso que é porque o coração não se abre, um coração fechado que quer ter tudo sob controlo", disse, na homilia da missa a que presidiu na capela da Casa de Santa Marta.
Esta incredulidade que "todos" têm dentro de si, acrescentou o Papa, requer uma "oração humilde e forte", como pedia Jesus.
"A oração para pedir um milagre, para pedir uma acção extraordinária, tem de ser uma oração comprometida, que envolva todos", acrescentou.
Francisco recordou, neste contexto, um episódio que aconteceu na Argentina, sua terra natal, quando o pai de uma menina de 7 anos foi rezar ao Santuário de Lujan, dedicado à Virgem Maria, numa viagem de 70 quilómetros.
"Chegou depois das nove da noite, estava tudo fechado, e ele começou a rezar a Nossa Senhora, com as mãos na cancela de ferro. Rezava, rezava, chorava e rezava, e assim ficou toda a noite. Este homem lutava", relatou.
Ao regressar ao hospital, na manhã seguinte, a filha estava sem febre e a respirar normalmente, sem que os médicos soubessem explicar o que se tinha passado.
"Isto ainda acontece, não é? Há milagres", realçou o Papa.
Segundo Francisco, "a oração faz milagres" mas é preciso "acreditar", de forma "corajosa", lembrando também as pessoas que sofrem "nas guerras, os refugiados, todos os dramas que existem".
Fonte: aqui

Sem comentários:

Enviar um comentário