quinta-feira, 9 de agosto de 2012

CREMAÇÃO DE CADÁVERES E EXÉQUIAS CRISTÃS

---
Segundo últimas notícias, apresentam-se para breve situações, na nossa Diocese de Viseu, que trarão novidades mais comuns e mais frequentes ao modo de sepultar os defuntos. Na cidade de Viseu e na cidade de Mangualde irão surgir, em breve, fornos crematórios que estarão à disposição de quem opte por este sistema de tratar a sua sepultura.

A Igreja, continuando a recomendar vivamente que se conserve o piedoso costume de sepultar os corpos dos defuntos, não proíbe a cremação, “a não ser que tenha sido preferida por razões contrárias à doutrina cristã” (cfCDC, cân. 1176, &3).

De acordo com o novo Ritual da Exéquias, capitulo V, a Igreja acompanha com preces de sufrágio, nomeadamente com a Eucaristia ou a Celebração da Palavra, a partida deste mundo de quem tenha sido cremado ou de quem, depois da celebração, vá ser cremado.

As celebrações exequiais efectuar- se-ão na Igreja e terminarão na Igreja, com a “última encomendação e despedida”, não existindo acompanhamento religioso para o forno crematório ou para o lugar de deposição das cinzas.
Fica ainda proibido que, para celebrações do 7.° e 30.° dias e/ou aniversário ou outra qualquer celebração, as cinzas voltem à Igreja.

VISEU, 6 de Agosto de 2012
+ Ilídio Leandro, bispo
Observação:  Embora o texto se refira à Diocese de Viseu, parece-me oportuno informar as pessoas, porque mais dia, menos dia, teremos por aqui situações semelhantes.
E pessoa informada vale por muitas...

Sem comentários:

Enviar um comentário