terça-feira, 5 de abril de 2016

A primeira comunidade cristã

 
Cristo morreu e ressuscitou. Subiu ao Céu e, conforme prometera, enviou o Espírito Santo no Pentecostes.  Revestidos da força do Espírito, os Apóstolos anunciam corajosamente Jesus Cristo.  Pela pregação, muitos aderem, pela fé, a Jesus e nasce assim a 1ª comunidade cristã.
A 1ª comunidade cristã - a comunidade de Jerusalém - é o modelo, espelho e referência para as comunidades de todos os tempos e lugares.
Vejamos como os Atos dos Apóstolos falam da 1ª comunidade cristã:
"A multidão dos fiéis era um só coração e uma só alma. Ninguém considerava como próprias as coisas que possuía, mas tudo entre eles era posto em comum.
Com grandes sinais de poder, os apóstolos davam testemunho da ressurreição do Senhor Jesus. E os fiéis eram estimados por todos. Entre eles ninguém passava necessidade, pois aqueles que possuíam terras ou casas, vendiam-nas, levavam o dinheiro, e o colocavam aos pés dos apóstolos. Depois, era distribuído conforme a necessidade de cada um.
José, chamado pelos apóstolos de Barnabé, que significa filho da consolação, levita e natural de Chipre, possuía um campo. Vendeu e foi depositar o dinheiro aos pés dos apóstolos."
(At 4,32-37)
 
1. Um só coração e uma só alma
Diferentes no temperamento, na sensibilidade, na maneira de encarar a vida. Mas unidos em Cristo. A fé no Ressuscitado era muito mais forte do que as pequenas diferenças entre eles.
E connosco? 
2. davam testemunho da ressurreição do Senhor Jesus
Uma comunidade apostólica, virada para as periferias existenciais, onde o testemunho de vida era fundamental.
E connosco?
3. Eram estimados por todos
"Vede como eles se amam!" A maneira fascinada como os outros olhavam para os cristãos.
E connosco?
4. Entre eles ninguém passava necessidade
"Cada comunidade cuide dos seus pobres", dizia Pai Américo, do Gaiato.
Como procedem as nossas comunidades em relação aos mais necessitados? Não pensaremos que é uma tarefa que cabe apenas ao Estado?

Sem comentários:

Enviar um comentário