quinta-feira, 28 de maio de 2015

Bispos do norte partilharam «preocupações» sobre novos estatutos dos centros sociais


Os novos estatutos das instituições particulares de solidariedade social, dos centros sociais e misericórdias estiveram em destaque num encontro de bispos portugueses em Bragança, que teve como anfitrião D. José Cordeiro.
Segundo um comunicado enviado hoje à Agência ECCLESIA, a iniciativa reuniu os bispos da Província Eclesiástica de Braga, mais da região norte, e que integra responsáveis católicos de Aveiro, Braga, Bragança-Miranda, Porto, Viana do Castelo, Vila Real, Lamego, Viseu e Coimbra.
Em declarações ao ‘Mensageiro de Bragança’, D. José Cordeiro realçou a importância dos participantes “estreitarem laços” e partilharem as suas preocupações, de modo a “aproximarem mais as suas realidades”.
Uma ideia acompanhada pelo arcebispo de Braga, D. Jorge Ortiga, para quem é sempre “importante trocar impressões sobre realidades comuns”.
Os novos estatutos dos Centros Sociais e Paroquiais, bem como das Misericórdias, devem entrar em funcionamento até meados de novembro, depois de já terem sido aprovados pela Conferência Episcopal Portuguesa.
Entre outras medidas, o futuro modelo abre espaço para que leigos, religiosos ou religiosas sejam colocados à frente da gestão dos centros, libertando mais os sacerdotes para o desempenho da sua missão pastoral.
Outro dos temas em cima da mesa, na Fundação Betânia em Bragança, foi “o registo das pessoas canónicas” que abrange entre outros os institutos de vida consagrada e sociedades de vida apostólica, e que deve ser feito “no prazo de um ano”, salientou D. Jorge Ortiga.
agência ecclesia

Sem comentários:

Enviar um comentário