sábado, 4 de janeiro de 2014

Somos um GPS com destino a Jesus



Hoje em dia, a maioria dos motoristas utiliza o GPS, especialmente quando pretendem chegar a um lugar desconhecido. Basta programar o aparelho e seguir suas indicações, até chegar ao lugar desejado.

Na véspera da festa dos Reis Magos, a Epifania do Senhor, podemos aproveitar para usar nossa imaginação.

Cada cristão recebeu uma espécie de envelope fechado, preparado com sumo cuidado, no qual pode ser lida a palavra “urgente”. Abrimos o envelope e encontramos uma carta dos Reis Magos, que diz o seguinte:

“Nós, para conseguirmos chegar até Jesus, tivemos de seguir uma estrela. Ela foi nosso GPS. Confessamos que, em alguns momentos, o sinal que nos guiava desapareceu, situação que provocou certo desconcerto e preocupação.

Foi então que recorremos aos escritos, à Palavra de Deus e ao conselho daqueles que poderiam nos orientar para continuar o caminho. Finalmente, conseguimos achar Jesus, o rei dos judeus. Sua pequenez e pobreza não nos fizeram hesitar. Oferecemos-lhe nossos presentes: ouro, incenso e mirra.

Hoje, você é o GPS que pode conduzir até Jesus. Mas como?

É preciso estar aberto a que lhe perguntem por Ele, de diversas maneiras, inclusive sem pronunciar seu nome; que, vendo você, seu jeito de ser, as pessoas se atrevam a lhe perguntar sobre sua forma de agir.

Pode ser que, de cara, você não ouça a expressão “Jesus”, mas sim que lhe perguntem onde podem encontrar amor, sentido, felicidade, força, perdão, amabilidade, alegria... tal como você vive. Você precisa saber interpretar que, no fundo, estas pessoas buscam Jesus e tudo o que Ele oferece. É então que você deverá estar disposto a guiá-las até Ele.

Mas que satélites tornarão possível que você seja um GPS operativo e fiel para iniciar o caminho? Que fonte de energia o alimentará para ser um guia eficaz?

Seu principal satélite é a Palavra de Deus, especialmente o Novo Testamento. Ler a Bíblia, meditá-la, orar, buscar quem possa ajudá-lo a saboreá-la é fundamental.

Também é imprescindível que você se alimente com a Eucaristia e se atualize seu sistema operacional com o sacramento da Confissão. Se necessário, também com o da Unção dos Enfermos.

Com frequência, você precisará se conectar ao Senhor por meio da oração, e deixar-se ajudar por outros irmãos e irmãs que também o encontraram.

Então, coloque as pessoas que você guia em comunicação com outros que também têm experiência na missão, pois às vezes pode ser que o seu sinal fique fraco ou seja insuficiente.

Você contemplará com alegria que aqueles a quem você guiou até Jesus já não lhe oferecem ouro, incenso e mirra, mas sua própria vida.

Ah, não se esqueça de ser um bom GPS para todas as crianças, desde os primeiros anos, acompanhando-as também ao longo das demais etapas da vida.”

Fonte: aqui

Sem comentários:

Enviar um comentário