terça-feira, 10 de julho de 2012

Vai e caminha...

--
Alocução final, pronunciada pelo P.e Zé Fernando, ao terminar a Procissão do Adeus. Dia 8 de Julho, em Santa Helena.

A felicidade, o Amor, a Paz experimenta-se, vive-se, partilha-se, realiza-se e conquista-se quando peregrinamos

É a caminhar, é a peregrinar, é fazendo caminho, pé ante pé, passo a passo que mergulharemos nas águas profundas da felicidade.

A felicidade, o Amor, odeia a apatia, a indiferença, a nostalgia, a rotina, a ausência de Deus e o esquecimento do outro.

A felicidade, o Amor, exige, requer, impõe caminhar, peregrinar...

Peregrinar é andar à procura, ir ao encontro, é descobrir um santuário, ermida ou monte onde se respira Deus.

Celebrar a Festa da S. Helena é empreender uma Peregrinação. É ousar caminhar. É querer subir. É vir até aqui.

O que nos move e moveu neste dia, e ao longo destes dias, foi a vontade de caminhar. A aventura de trepar ao cume. Ir mais alto. Explorar o horizonte da nossa vida. O desejo de ouvir palavras de Deus. Querer caminhar em família. E a alegria de receber carícias de Deus.

Peregrinar é andar sem nunca desistir. É resistir à sede do desânimo. É cantar vitória, celebrar a festa, vencer os erros, conquistar o tempo, libertar a alma. Peregrinar é viver...

Fomos muitos os que durante a semana, quisemos empreender esta viagem, os que enfrentamos os desfiladeiros do nosso coração, os que desafiamos as incertezas da nossa fé, os que madrugamos com as inquietações do nosso erro, os que caímos nas encruzilhadas, os que duvidamos, os que choramos, os que encontramos consolo, os que se comprometeram com a fidelidade, os que nos perdoaram, os que nos amaram, os que nos encorajaram com os odores de Cristo, os que peregrinaram...

Ser cristão é peregrinar, é caminhar, é ser forasteiro em terra estranha, é andar de lugar em lugar, é não ser reconhecido, é descobrir Deus, é acolher o outro, é ser generoso.

A minha família é o lugar onde peregrino, é o espaço ideal para caminhar, celebrar a festa, viver e sentir o cansaço do trabalho. É o lugar do encontro da paz, do perdão, do amor...

A minha Família grita e brada por mim, quer que peregrine, cresça, caminhe... Com a certeza de que nesta jornada não vou só, levo Deus e o outro ou a outra que vive ao meu lado e me ama.

Peregrinos de St. Helena... peregrinemos, caminhemos, em e com as nossas famílias... Sejamos aventureiros conquistemos a felicidade que já mora à nossa beira, na nossa família.

Caminhemos de mãos dadas, juntos, a esposa com o esposo, o pai com a filha, a nora com a sogra.

Caminhemos em silêncio e na escuta de Deus.

Caminhemos unidos na fidelidade da aliança assumida no casamento ou na ordenação sacerdotal.

Caminhemos preocupados com a educação e a vocação dos filhos.

Caminhemos com o que sofre, o que anda triste, perdido e só.

Caminhemos pela justiça lutando contra o desemprego, a exploração social e económica.

Caminhemos contra a violência doméstica, os maus tratos e o abandono escolar.

Caminhemos na destruição do orgulho, na mania de que só eu é que sei.

Caminhemos no respeito e no diálogo.

Caminhemos pelo amparo e protecção do pai e da mãe no outono da vida.

Caminhemos com os casais re-casados e que procuram, com verdade, uma nova oportunidade.

Caminhemos com os esposos e filhos abandonados e esquecidos.

Caminhemos com a nossa comunidade paroquial na edificação do Reino de Deus.

Caminhemos com o nosso pároco e com ele construamos a Família de Deus.

Caminhemos em oração, na fracção do pão e na vivência da caridade.

Caminhemos pela defesa da vida dando a oportunidade a todos de viverem.

Caminhemos no e pelo Amor...

Caminhemos... Resistindo a todos os obstáculos,  construindo pontes em vez de muros e numa confiança plena em Deus.

Não tenhamos medo... sejamos ousados....  aventureiros e honestos...

Caminhemos... Peregrinemos... em e pela Família.

Vai e caminha...

P. Zé Fernando

S. Helena
8/07/2012

Sem comentários:

Enviar um comentário