quinta-feira, 2 de junho de 2016

Solidariedade: Uma guitarra, um saxofone e um pedinte no último «vídeo do Papa»


Francisco pede à «Rede Mundial de Oração do Papa» que reze pelos marginalizados para que encontrem «espaços de convívio» nas grandes cidades

  Francisco afirmou no projeto ‘O Vídeo do Papa’ de junho que a solidariedade é mais do “dar a quem precisa” e deseja que as grandes cidades criem “espaços de convívio e de solidariedade” para os marginalizados.
A “intenção mensal do Santo Padre” para junho é feita através de uma gravação vídeo do Papa Francisco, onde a comunicação do seu pedido de oração acontece enquanto se vê a indiferença de quem passa diante de um idoso a pedir na rua e a atenção a dois jovens que tocam guitarra e saxofone.
“Nas cidades, é frequente o abandono de idosos e doentes. Podemos ignorá-los?”, pergunta o Papa.
“As nossas cidades deveriam caraterizar-se sobretudo pela solidariedade, que não consiste apenas em dar a quem precisa, mas em ser responsáveis uns pelos outros e criar uma cultura do encontro”, acrescenta o Papa.
Francisco desafia todos a rezar, ao longo do mês de junho, “para que os idosos, os marginalizados e as pessoas sós encontrem, mesmo nas grandes cidades, espaços de convívio e solidariedade”.
‘O Vídeo do Papa’ é uma plataforma lançada pela Rede Mundial de Oração do Papa - Apostolado da Oração (AO), da Companhia de Jesus, através da qual Francisco convida homens e mulheres do mundo inteiro a unir-se às suas intenções.
O vídeo é também disponibilizado na rede social facebook, em www.facebook.com/ovideodopapa, com outras informações sobre esta iniciativa e interação com a comunidade que a integra.
De acordo com o AO, estima-se que façam parte da Rede Mundial de Oração do Papa mais de 30 milhões de pessoas, em dez idiomas.
‘O Vídeo do Papa’ foi idealizado e realizado pela agência La Machi, Consultora de Comunicação para Boas Causas, e conta com o apoio do AO-Portugal.
Todos os meses, o Papa confia duas intenções de oração: uma universal, com temáticas que apelam a todos os homens e mulheres de boa vontade; e outra pela evangelização, mais centrada na vida da Igreja e na sua missão.
In agência ecclesia

Sem comentários:

Enviar um comentário