segunda-feira, 14 de março de 2011

Mensagem do bispo de Lamego para a Quaresma

O bispo de Lamego apelou aos católicos portugueses para que ofereçam um testemunho de “esperança e serenidade” perante uma sociedade marcada pela actual crise económica.”

“Num ambiente marcado pelo individualismo, a par do desânimo e desencanto que as pessoas deixam transparecer, sem perspectivas a curto prazo de que o panorama se modifique para melhor, antes pelo contrário, a nossa vida de cristãos deverá traduzir um clima lúcido de esperança e serenidade”, assinala D. Jacinto Botelho na sua mensagem para a Quaresma, hoje publicada pelo site oficial da diocese de Lamego.

No documento, enviado à Agência ECCLESIA, este responsável destaca a importância da “prática tradicional do jejum, esmola e oração”, que considera “expressões do empenho de conversão” que os cristãos são chamados a realizar.

“Pelo jejum e espírito de sobriedade que com ele se relaciona, com a contenção em despesas às vezes exclusivamente para dar lugar a caprichos sumptuários, contrariamos os apetites do homem velho e abrimos o coração a uma generosidade que nos liberta do egoísmo e nos abre para uma partilha solidária”, assinala.

O bispo de Lamego pede ainda que as comunidades católicas promovam “a celebração bem preparada do sacramento da Confissão e o corajoso cumprimento dos propósitos firmes de emenda, alimentado na recepção frequente da Santíssima Eucaristia”.

Em conclusão, anuncia-se que o contributo penitencial deste ano reverterá em favor do Fundo Solidário Diocesano.

A Quaresma, iniciada a 9 de Março com a celebração das cinzas, é um período de 40 dias – exceptuam-se os domingos - marcado por apelos ao jejum, partilha e penitência, que servem de preparação para a Páscoa, a principal festa do calendário dos cristãos.
ecclesia

LEIA AQUI A MENSAGEM INTEGRAL DO BISPO DE LAMEGO

Sem comentários:

Enviar um comentário