segunda-feira, 27 de maio de 2024

30/5 - Solenidade do Santíssimo Corpo e Sangue de Cristo

NOVIDADES na Novena de Santa Helena 2024

Novena de Santa Helena 2024

Novidades

Na tarde de 26 de maio, reuniram-se o Pároco, o P.e Paulo Alves, pregador da novena, e alguns membros da comunidade paroquial para ser analisado e definido o plano para a novena e festa de Santa Helena 2024. Assim:

Na Novena de Santa Helena que se aproxima, além do habitual - novena às 8 e 18.30h, oração da noite às 22h – teremos este ano algumas novidades. Sempre na tentativa de realçar a excelência do lugar e de proporcionar às pessoas momentos belos de vivência cristã e de encontro consigo mesmas e com os outros. Assim:

1. Durante a novena, decorrerá um concurso de fotografia sobre Santa Helena – ambiente físico e humano. Qualquer pessoa pode concorrer desde que com fotografias tiradas nessa semana da novena. Uma foto por concorrente. O concurso decorre desde o início da novena até à noite de sexta-feira antes da Festa. Os concorrentes entregarão o seu trabalho junto de Miguel Félix.
Haverá prémios para os 3 primeiros classificados que valerão mais pelo valor simbólico do que pelo real.
Pede-se a melhor atenção para o regulamente a afixar em Santa Helena logo no 1º dia de novena.

2. A presença dos jovens universitários da paróquia e da zona. Este ano, queremos dar especial ênfase aos nossos estudantes universitários. Estão todos convidados para a noite de 12 de julho (sexta-feira), pelas 21h, para um Via Sacra a decorrer pelo circuito da procissão, seguida de um momento de diálogo e partilha. Depois haverá um chazinho.
No dia da festa,14 de julho, convidamos igualmente todos os universitários para estarem com o seu uniforme na Missa das 11.30h, presidida pelo sr. Bispo, no lugar que lhes será destinado. Também na procissão a seguir à Missa, estão todos convidados a participar e a levar o andor de Santa Helena.
Na tarde desse dia, pelas 17h, na Bênção do Santíssimo Sacramento e na Procissão do Adeus, convidamos os jovens universitários a fazer guarda-de-honra ao Santíssimo e a Nossa Senhora, formando frente à capela e estendendo as suas capas.

3. No dia 10 de julho, 4ªfeira, pelas 21h, estará connosco o P.e Vítor “Cujó”, que cantará músicas suas. É um momento cultural e de elevação espiritual aberto a todos.

4. Queremos continuar a dar  ênfase à novena da manhã, envolvendo todas as pessoas: Coro “Santa Helena”, acólitos, leitores… Toda a gente a participar. Pedimos, assim, a melhor adesão de toda a gente que vai à novena da manhã.

5. Também a novena da tarde, 18.30h, apela à participação de todos e está aberta à participação dos grupos corais da paróquia ou fora da paróquia. Basta que contactem o Pároco até 22 de junho.

6. Antes da novena de cada dia, haverá um tempo de confissões.

segunda-feira, 20 de maio de 2024

QUAIS SÃO OS FRUTOS DO ESPÍRITO SANTO? OS SÍMBOLOS DO ESPÍRITO SANTO?


 Na Bíblia, a obra do Espírito Santo é descrita através de símbolos. É por meio deles que se percebe sua presença.

 Os 
A água: Tornada sacramental, simboliza e significa a ação do mesmo Espírito, no batismo, Paulo confirma: ‘Fomos batizados num só Espírito’; e ‘Todos bebemos de um só Espírito’. (1Cor 12,13).

A unção: Trata-se da unção com óleo que passou a ser sinal eficaz do Espírito, Jesus é o messias, palavra hebraica que significa o ungido. A unção com o óleo, tanto no batismo como na crisma, é sinal da presença do Espírito como na crisma, é sinal da presença do Espírito em nós, também.

O fogo: ‘Apareceram, então, umas línguas de fogo, que se espalharam e foram pousar sobra cada um deles. Todos ficaram repletos do Espírito Santo’ (At 2,3). O fogo simbolizou a energia transformadora da ação do Espírito nos apóstolos.

A nuvem e a luz: As nuvens, ora escuras, ora cheias de luz, estão presentes nas diversas manifestações da divindade, narradas na Bíblia. Na anunciação a Maria, o anjo afirma que ‘o poder do Altíssimo a cobrirá com sua sombra’ (Lc 1,35). No Monte da Transfiguração, o Espírito se apresenta, também, ‘quando desceu uma nuvem, e os encobriu com sua sombra’. Da nuvem sai a voz ‘Este é o meu Filho, o Escolhido. Escutem o que ele diz!’ (Lc 9,34-35).

O selo: Tem quase o mesmo significado da unção. Os batizados recebem, pela unção a marca de DEUS. Pertencem ao Senhor, por seu Espírito. É Cristo que ‘Deus marcou com seu selo’ (Jo 6,27) e é no Espírito que também nós somos marcados com um selo (cf. 2Cor 1,22).

A mão: Era impondo as mãos que Jesus curava os doentes e abençoava as crianças (cf. Mc 6,5; 8,23 e 10,16). A igreja conserva esse gesto na liturgia dos sacramentos para a efusão do Espírito. As famílias piedosas repetem, a toda hora, o mesmo gesto para que Deus permaneça com seus filhos!

O dedo: No hino ‘Vem, Espírito criador’, o Espírito é invocado como o dedo da direito de DEUS! A lei de DEUS foi escrita pelo Espírito, através do dedo de Deus, nas tábuas de pedra. (cf. Ex 31,28)

A pomba: Quando Jesus foi batizado, ‘viu o Espírito de Deus, descendo como uma pomba e pousando sobre ele’ (Mt 3,16). O símbolo da pomba, para sugerir o Espírito Santo, é tradicional na Igreja.

O sopro: ”Jesus disse de novo para eles: A paz esteja com vocês’ …Tendo falado isso: soprou sobre os apóstolos, dizendo: ‘Recebam o Espírito Santo’ (Jo 20,22). Quando chegou o dia de Pentecostes, o sopro de um forte vendaval precedeu a chegada do Espírito (At 2,2).

Fonte: http://www.crismanet.hpg.ig.com.br

domingo, 19 de maio de 2024

1ª Comunhão 2024

Estiveram muito bem as crianças que no dia 19 de maio - Solenidade do Pentecostes - fizeram a 1ª Comunhão.
Este ano foram 27.
Os pequenos portaram-se lindamente. Já se haviam confessado pela primeira vez. E como estiveram bem! Que delicadeza de coração!
Na Eucaristia, tiveram uma postura irrepreensível. Cantaram bem, proclamaram as leituras com clarividência, participaram com dignidade no cortejo de oferendas, souberam estar na celebração e edificaram com a maneira como comungaram. Que elevação! Que magia naqueles corações pequeninos!
Parabéns aos pais destes meninos. Souberam acompanhá-los, marcar presença, sentir a alegria dos seus rebentos.
Um abraço do tamanho do mundo para os catequistas destas crianças e de todos os catequizandos. São fantásticos os nossos catequistas! Muito obrigado. Os responsáveis pelos ensaios fizeram um óptimo serviço. Como sempre. Obrigado.
Mas quem me marcou mais profundamente foram os queridos "saltariquentos." Que maravilha! Obrigado, irmãos mais pequeninos!
Pais, por favor! Não sejais só cristãos de Festas  da Catequese. Sede cristãos do domingo, do testemunho e vivência da fé em família. Cristãos de Cristo e com Cristo. Cristãos com os irmãos.

quinta-feira, 16 de maio de 2024

quarta-feira, 15 de maio de 2024

Solenidade do Pentecostes – Ano B

Leituras: aqui

Entre nós, a Festa da 1ª Comunhão

segunda-feira, 13 de maio de 2024

Procissão de Velas 2024


Capela de S. João Batista de Gondomar. Inicia-se a Eucaristia pelas 20h. Houve participação e o coral esteve muito bem no apoio à vivência litúrgica. . O andor da Senhora de Fátima belamente ornado. O tema da homilia foi " As maravilhas que o Espírito Santo operou em Maria".
Inicia-se a procissão. bastante gente atrás da imagem. As pessoas trazem na mão a vela acesa. Ao entrar na Igreja recebem uma flor, entregue pelos organizadores da festa. Reza-se o terço, canta-se, consagra-se a Nossa Senhora cada povo da paróquia e a paróquia inteira.
Na Igreja Paroquial inicia-se a Bênção das criancinhas (até aos 3 anos). Um pai lê um textozinho do Evangelho e uma mãe e um pai, em nome dos pais presentes, fazem a oração dos fiéis. O sacerdote precede à bênção das crianças.
Segue-se um momento sempre especial. Cada pessoa vai colocar a rosa junto do andor e ali, ao pé da imagem da Mãe, deixa-Lhe um segredo. Quantos desabafos, quantos pedidos, quantos agradecimentos, quantas confidências Maria Santíssima acolheu hoje no seu coração de Mãe!!!Entretanto, cânticos marianos ecoam no templo.
Parabéns aos povo de Gondomar que, este ano, organizou esta festa à Senhora de Fátima. Fizeram-no com esmero, dedicação, organização e generosidade. Parabéns a quem ofereceu a ornamentação, as flores para as pessoas.
As muitas pessoas que marcaram presença certamente deram por bem utilizada esta parte da noite.
Maria é sempre fonte de misericórdia, paz, aconchego, esperança.
Em 2025, veremos depois qual o povo a quem caberá a organização desta festa.


sexta-feira, 10 de maio de 2024

APRESENTAÇÃO DA CARTA PASTORAL DE D. ANTÓNIO NA ZONA PASTORAL DE TAROUCA


Na noite de tempo sereno de 10 de maio, leigos e presbíteros da Zona pastoral de Tarouca concentraram-se no Centro Paroquial de Tarouca, pelas 21.00h, para a apresentação da Carta Pastoral do ano 2023/2024, pelo Sr. Bispo da nossa Diocese de Lamego, D. António Couto. O encontro terminou com um momento de oração através da participação no cântico "Somos a Igreja de Cristo".

Obrigado ao sr. Bispo por tão bem nos ter explicado o tema para o ano pastoral em curso. Parabéns a todos os participantes.

12 de Maio, 2024 - Solenidade da Ascensão - Ano B

A Solenidade da Ascensão de Jesus mostra, antes de mais, qual é a meta final do nosso caminho: a comunhão com Deus, a Vida definitiva. Mas, além disso, lembra aos discípulos de Jesus que, enquanto caminham na terra, têm a responsabilidade de continuar a obra de Jesus e de dar testemunho da salvação de Deus.
Obs. No vídeo acima, há uma referência ao Dia Mundial das Comunicações Sociais. Não ligue. Essa efeméride tem, neste ano, uma temática diferente como se assinala.

terça-feira, 7 de maio de 2024

Para esta semana - Preste atenção!

 Em 10 de maio, 21 horas:


Em 12 de maio:

Procissão de Nossa Senhora de Fátima                         E Bênção das criancinhas


No próximo dia 12 de maio, realiza-se, como é hábito, a Procissão das Velas. A cerimónia começará pelas 20h na Capela de São João, em Gondomar, com a celebração da Eucaristia. Seguir-se-á a procissão de Velas até à Igreja Paroquial onde terá lugar a Bênção das criancinhas com menos de 3 anos e que os pais levarão, ficando na capela-mor.

Mensagem do Papa para o 58º Dia Mundial das Mundial das Comunicações Sociais 2024 - 12 de maio

 «Inteligência artificial e sabedoria do coração:  para uma comunicação plenamente humana»


A evolução dos sistemas da «inteligência artificial»
está a modificar de forma radical também a informação e a comunicação
e, através delas, algumas bases da convivência civil.
A rápida difusão de maravilhosas invenções suscita um espanto
que oscila entre entusiasmo e desorientação.
Como podemos permanecer plenamente humanos
e orientar para o bem a mudança cultural em curso? 

A partir do coração

Antes de tudo, convém... não se inveterar contra o «novo»

na tentativa de «conservar um mundo belo, condenado a desaparecer. 

Neste tempo que corre o risco de ser rico em técnica e pobre em humanidade,

a nossa reflexão só pode partir do coração humano.  

Somente dotando-nos dum olhar espiritual,

apenas recuperando uma sabedoria do coração

é que poderemos ler e interpretar a novidade do nosso tempo

descobrir o caminho para uma comunicação plenamente humana.

Por isso a sabedoria do coração é a virtude que nos permite combinar

o todo com as partes, as decisões com as suas consequências,

as grandezas com as fragilidades, o passado com o futuro, o eu com o nós.

 

Oportunidade e perigo

Não podemos esperar esta sabedoria das máquinas.

É certo que as máquinas têm uma capacidade imensamente maior

que os seres humanos de memorizar os dados e relacioná-los entre si,

mas compete ao homem, e só a ele, descodificar o seu sentido. 

Cada coisa nas mãos do homem torna-se oportunidade ou perigo,

segundo a orientação do coração.

 

Crescer em humanidade

Somos chamados a crescer juntos, em humanidade e como humanidade.

As suas grandes possibilidades de bem são acompanhadas

pelo risco de que tudo se transforme num cálculo abstrato

que reduz as pessoas a dados, o pensamento a um esquema,

a experiência a um caso, o bem ao lucro,

com o risco sobretudo de que se acabe por negar

a singularidade de cada pessoa e da sua história.

A utilização da inteligência artificial poderá proporcionar um contributo positivo,

se não anular o papel do jornalismo no local, antes pelo contrário se o apoiar;

se valorizar o profissionalismo da comunicação, responsabilizando cada comunicador;

se devolver a cada ser humano o papel de sujeito,

com capacidade crítica, da própria comunicação.

 

Interrogações de hoje e de amanhã

Como tutelar o profissionalismo e a dignidade dos trabalhadores

no campo da comunicação e da informação,

juntamente com a dos utentes em todo o mundo?

Como fazer com que as empresas que desenvolvem plataformas digitais

assumam as suas responsabilidades relativamente ao que divulgam

daí tirando os seus lucros, de forma análoga ao que acontece

com os editores dos meios de comunicação tradicionais?

Como garantir a transparência dos processos de informação?

Como tornar evidente a paternidade dos escritos e rastreáveis as fontes,

evitando o para-vento do anonimato?

Como deixar claro se uma imagem ou um vídeo retrata um acontecimento ou o simula?

Como evitar que as fontes se reduzam a uma só,

a um pensamento único elaborado algoritmicamente?

E como promover um ambiente adequado para salvaguardar o pluralismo

e representar a complexidade da realidade?

Como podemos tornar este instrumento poderoso

acessível também aos países em vias de desenvolvimento?

A resposta não está escrita; depende de nós.

Compete ao homem decidir se há de tornar-se alimento para os algoritmos

ou nutrir o seu coração de liberdade, sem a qual não se cresce na sabedoria.

Esta sabedoria  cresce na aliança entre as gerações,

entre quem tem memória do passado e quem tem visão de futuro.

Somente juntos é que cresce a capacidade de discernir,

vigiar, ver as coisas a partir do seu termo.

Para não perder a nossa humanidade, procuremos a Sabedoria

que existe antes de todas as coisas:

há de ajudar-nos também a orientar os sistemas da inteligência artificial

para uma comunicação plenamente humana.  [Francisco]

domingo, 5 de maio de 2024

MENSAGEM DA COMISSÃO PRÓ-CAPELA DE SANTA APOLÓNIA, CASTANHEIRO DO OURO

Caros amigos do Castanheiro do Ouro!
A comissão pró-Capela de Santa Apolónia do Castanheiro do Ouro cuja primeira parte de construção acaba de concluir-se, vem apelar à vossa generosidade, boa vontade e, principalmente, ao vosso apoio monetário para que possamos continuar a nossa obra.
Como sabeis esta obra nasceu da vontade de realizar um sonho antigo de toda a população, que já há décadas andava a falar na construção da Capela de Santa Apolónia.
A nossa obra arrancou sem capital próprio porque não existia. Sempre se falou entre a população que dos peditórios para as Festas de Santa Apolónia realizadas ao longo do tempo, havia bastante dinheiro para a futura construção da Capela, mas até esta data só duas antigas comissões de festas nos entregaram o pouco dinheiro que tinham na sua posse.
Como sem dinheiro não existia obra, esta comissão pró-Capela de Santa Apolónia fez um empréstimo bancário junto do Banco Santander no valor de 75.000,00€, com uma prestação mensal de 430,00€. Até hoje sempre conseguimos pagar sem falhas e, como acima dissemos, recebemos alguns valores das antigas comissões. Igualmente recebemos algumas doações monetárias. Mas face ao nosso encargo mensal, necessitamos muito da vossa ajuda para podermos honrar o nosso compromisso bancário e podermos continuar rumo à conclusão das obras da nossa Capela.
Sejam generosos! contamos com a vossa ajuda.
Obrigado,
A comissão pró-Capela

Teixelo celebrou Nossa Senhora da Ajuda


Dia 5 de maio. Neste VI Domingo da Páscoa, celebramos também o belo Dia da Mãe. Pois foi neste domingo, 1º do Mês de Maria, que Teixelo celebrou a sua Padroeira, Nossa Senhora da Ajuda. Após a Eucaristia na capela, não se pôde realizar a procissão com o andor da bela Imagem de Nossa Senhora da Ajuda pelas ruas da povoação. A chuva não o permitiu. No templo, rezou-se o terço, fez-se a consagração da povoação a Nossa Senhora e cantaram-se os Parabéns às mães.
Teixelo é um dos povos mais pequeninos e despovoados desta comunidade paroquial, mas as pessoas são simples, participativas e acolhedoras. E foi na simplicidade que quiseram louvar, bendizer e proclamar a Virgem Maria. Aliás como Ela gosta!
Parabéns à comissão, a todos os que colaboraram, ao povo.

Catequizandos na Missa do Lar para celebrar o Dia da Mãe


Os Catequizandos do 7º ano, acompanhados do seu catequista, deslocaram-se ao Lar da Santa Casa onde participaram na Eucaristia vespertina com os idosos.
Participaram nas leituras, dinamizaram os cânticos e, no abraço da paz, levaram a Paz de Cristo a cada idoso. No final distribuíram pelos mais velhos uma pagela.
Neste altura, em que celebramos o Dia da Mãe, os mais novos levaram, de forma especial, àquelas mães idosas o sorriso, o carinho, a presença, a alegria próprios da juventude. Pode acontecer que, para uma ou outra, seja a única maneira de uma abraço no Dia da Mãe...
Parabéns ao catequista e aos jovens! Oferecer felicidade é uma maravilha. 
Como disse o Pároco aos jovens, aqueles velhinhos que ali estavam em cadeira de rodas também já foram jovens de cara lisinha como eles. E um dia os mais novos serão velhinhos como aqueles idosos.
O encontro de gerações, o intercâmbio e a troca de carinho a todos enriquecem.

sábado, 4 de maio de 2024

Festinha do Pai Nosso 2024


As crianças do 1º ano de catequese fizeram em 4 de maio a sua Festinha do Pai Nosso. Estavam felizes os petizes! Como participaram bem na celebração!
Bom trabalho dos catequistas. Tudo muito preparado e organizado.
Belo testemunho dos pais ao integrarem o coral e participarem nas leituras.
Porque se estava na véspera do Dia da Mãe, também foi sinalizada a data.
Parabéns as pequenos, seus pais e catequistas.

quinta-feira, 2 de maio de 2024

5 de Maio, 2024 - 06º Domingo da Páscoa - Ano B

Observemos os Mandamentos

No dia-a-dia cruzamo-nos com pessoas que acreditam em Deus e vivem cumprindo a Sua vontade. Também convivemos com outras que não acreditam ou vivem como se Ele não existisse.

Nós somos felizes porque temos fé. Sem Jesus a nossa vida não teria sentido. Ele diz-nos no Evangelho: « Se guardardes os Meus Mandamentos permanecereis no Meu Amor ».

Agradeçamos ao Senhor durante toda a vida. Ele, o Omnipotente, o criador de tudo quanto existe, permanece connosco para nos animar, ajudar, proteger e salvar.

Só o pecado impede esta união com o Senhor. Nunca O ofendamos. A felicidade sem Deus não existe: no fim fica sempre o remorso…

Se vivermos com o Senhor, amando-O com todo o coração, sentiremos paz e alegria, teremos a esperança e a certeza da salvação. 

Vivamos no Amor de Deus

São João diz-nos na Segunda Leitura: «Amemo-nos uns aos outros porque o amor vem de Deus ».

Os homens impõem tantas e tantas leis… Já assim era no Antigo Testamento. Por isso Jesus regressou até Moisés que recebeu de Deus os dez Mandamentos. Não é preciso mais nenhuma lei para cumprir a Lei De Deus. Pode ser necessário explicar em que consiste a Sua Lei.

Ao ser-Lhe perguntado qual era o maior mandamento da Lei, Jesus respondeu: «Amarás ao Senhor, teu Deus, com todo o teu coração, com toda a tua alma e com toda a tua mente» ( Mt 22, 37 ) e acrescentou: « o segundo é semelhante: amarás ao teu próximo como a ti mesmo » ( Mt 22, 39 ).

No mundo atual verificamos que, em vez do Amor, há ódio, violência, atentados, guerras… Porquê?! Por que não hão-de os homens respeitar-se, ajudar-se, praticando boas ações para com todos?!

Ah! como o mundo seria diferente se todos vivessem no Amor de Deus! Será isto utopia? Não. Nós acreditamos que Deus está presente no mundo e quer salvá-lo, pedindo-nos apenas que dêmos testemunho d’Ele e da Sua Doutrina no mundo. 

Façamos apostolado no mundo

Muitos que viveram antes de nós no mundo sofreram o martírio por anunciarem Jesus e viverem como bons cristãos.

A perseguição continua em vários países, como nunca antes aconteceu, nem mesmo nos três primeiros séculos do cristianismo.

Será que os cristãos vão desaparecer em alguns países onde são perseguidos? Cremos que isso não vai acontecer pois já dizia Tertuliano: « o sangue dos mártires é semente de cristãos ».

Não desanimemos. Aproveitemos a vida que o Senhor nos concede para difundir a Sua Lei, a Lei do Amor, a todo o mundo.

Imitemos São Pedro, anunciando a Doutrina do Senhor e convidando todas as pessoas para receberem o Batismo, ficando a pertencer à Igreja ( Primeira Leitura ).

Às crianças e aos jovens digamos que esta nobre missão é para ser vivida agora e no futuro.

O Senhor não nos abandona. Ele tranquilizou-nos dizendo: « Eu estarei sempre convosco até ao fim dos tempos » ( Mt 28,20 ). Com Ele venceremos. Com Ele seremos felizes para sempre.

Ó Mãe de Deus e nossa querida Mãe, caminha connosco, ampara-nos nas dificuldades, dá-nos alento para prosseguirmos sempre na senda do bem! Aponta-nos o caminho da perfeição e santidade! Intercede, ó Virgem Maria, para que Contigo, com todos os Anjos e Santos, louvemos, adoremos e amemos a Deus eternamente no Céu! Amém!

Fonte: aqui

Dia da Mãe

Mãe de Deus e nossa Mãe!
Roga a Deus por todas as mães.
Sê a conselheira, exemplo
para todas as mães!
Consola-as e enche-lhes a vida de amor, 
Fortalece-as na fé e na esperança.
Sê o seu refúgio, amparo e enlevo.
Mãe, nunca desistas das nossas mães
para que elas nunca desistam de Jesus!