segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Semana dos Seminários: "O padre é chamado homem de fé"


A Igreja Católica em Portugal vai promover de 11 a 18 de novembro a Semana dos Seminários, procurando chamar mais jovens ao sacerdócio no contexto do Ano da Fé convocado por Bento XVI.
"A crise das vocações sacerdotais a que se assiste na Igreja é, sem dúvida, uma das consequências da erosão da fé cristã", escreve o presidente da Comissão Episcopal de Vocações e Ministérios (CEVM), D. Virgílio Antunes.
O prelado admite que as vocações sacerdotais dependem de muitos factores, mas diz que "o testemunho de fé dos sacerdotes é, sem dúvida, um dos mais relevantes".
"O padre é chamado homem de fé. No meio de todas as suas actividades, a fé, assumida e testemunhada, há de sobressair como o fogo que alimenta toda a sua vida", refere.
O presidente da CEVM, da Conferência Episcopal Portuguesa, sustenta que "as comunidades cristãs têm cada vez mais apreço pelo sacerdote, sobretudo quando há uma relação de amizade, proximidade e disponibilidade".
"Quando são tantas as solicitações que chegam aos sacerdotes e quando as comunidades cristãs são tão exigentes, é preciso que eles [sacerdotes] cultivem uma grande capacidade de discernimento para se não deixarem arrastar pelas realidades importantes, mas não decisivas", alerta.
Neste contexto, D. Virgílio Antunes deixa votos de que os jovens possam ter "um contacto mais próximo com o testemunho de fé dos sacerdotes que servem, com entusiasmo, os seus irmãos e as comunidades".
Na sua mensagem para a Semana dos Seminários 2012, o bispo de Coimbra adianta que a iniciativa quer oferecer aos fiéis "uma oportunidade de aprofundamento sobre o mistério do padre e sobre o ministério que ele realiza" e convidar à oração pelas vocações sacerdotais "numa corrente contínua".
"É pela oração que manifestamos a fé e a disponibilidade para aceitar a vocação e a vontade de Deus, especialmente na liturgia da Missa, participação sacramental no mistério de Cristo e na adoração eucarística, que lhe dá continuidade", observa.
Fonte: aqui

Sem comentários:

Enviar um comentário