sexta-feira, 30 de novembro de 2012

I Domingo de Advento - Ano C

--
“Caminhamos carregados de esperas, vagueando na noite!
E Tu vens ao nosso encontro em cada dia! És para nós, o Filho do Altíssimo!
Com os santos, que caminham entre nós,
Senhor, nós Te pedimos: Aumenta. Aumenta a nossa fé!”
 
1. Assim reza a primeira estrofe, do belíssimo Hino, para o Ano da Fé. Recordemo-lo ao acendermos a 1ª vela da coroa de advento! Acendemo-la, para significar que Advento é Caminho, que se faz, vagueando na longa noite da espera. E a noite é aqui o símbolo, por excelência, das nossas incertezas e inseguranças, das nossas angústias e tristezas, dos nossos medos aterradores e paralisantes, mas também o símbolo da expetativa, da vigília, da espera pela luz do dia! Só a fé, pode dissipar e vencer as trevas da noite; só pela fé, podemos caminhar, neste mundo, carregados de esperas; só pela fé podemos ser portadores de esperanças, de pequenas luzes e de grandes esperanças, num mundo, que precisa tanto de se abrir à luz de Deus.
2. Caminhamos, vagueando na noite”. O mesmo é dizer, caminhamos, “à luz da fé, e não da visão clara” (II Cor.5,7). Na verdade, a fé vive-se sempre como um caminho, uma peregrinação, um salto no escuro, num verdadeiro processo de crescimento e amadurecimento. Foi assim, com Abraão, «nosso pai na fé» (cf. Rom.4,11-12.16). Foi assim, com Maria, nossa mãe, «feliz porque acreditou» (Lc.2.45). Foi assim na vida dos discípulos e de todo os santos, ao longo da história. É assim na vida dos cristãos, de todos os tempos, que vencem o mundo, precisamente, pela sua fé (cf. PF 13). Como vos digo, na Carta Pastoral, “ninguém tem já feito e perfeito o seu caminho de fé. Todos juntos, avançamos, progredindo na fé, entre luzes e sombras, dúvidas e convicções, sofrimentos e consolações, silêncios e esperanças. Todos os dias, e em cada dia, precisamos de prestar ouvidos, de limpar e inclinar o coração, para escutar e responder, para ver e compreender, para aceitar e corresponder, ao dom do amor de Deus, que nos ama e nos chama a segui-lO, na estrada da vida” (n.4). Nessa estrada, “Ele vem ao nosso encontro, em cada dia. É para nós, o Filho do Altíssimo”. Com a luz da sua Palavra e da sua presença oculta, Ele tem o poder de nos abrir os olhos, para o futuro, até que chegue o dia inteiro e limpo, em que “o Filho do Homem virá em todo o seu poder e glória” (Lc 21,27).
3. Por isso mesmo, o verdadeiro discípulo, que sempre caminha vagueando na noite, não deixa de suplicar «Senhor, nós Te pedimos: Aumenta. Aumenta a nossa fé!» (Lc 17,5). Este é, pois, um longo e árduo caminho, em que só a Estrela da fé, nos guia, e faz avançar, “esperando contra toda a esperança” (Rom.4,18). Ninguém jamais pode percorrer este caminho sozinho. Todos precisamos de todos. E todos precisamos de bons guias no caminho da fé (cf. At.8,31), a começar pelos “santos que caminham entre nós”.
4. Queridos irmãos e irmãs: Vagueando na noite, olhemos então mais para o céu, procuremos, constantemente, com o olhar, a estrela de Deus, aquele Deus que está perto de nós e nos indica o caminho! Para isso, deixemo-nos seduzir e conduzir, pelos santos, como estrelas luminosas, que nos guiam no caminho da fé. Os santos são nossos verdadeiros"companheiros de viagem", no caminho da fé. Cada um de nós deveria ter um Santo, que lhe seja familiar, para o sentir próximo, com a oração, com a intercessão, com o desejo de o imitar. Queremos, por isso, nesta semana, convidar-vos a conhecer melhor os Santos, começando, por aquele, do qual, porventura, tendes o nome, ou que dá nome à vossa rua, ou de que tereis uma imagem em casa. Procurai conhecer a sua vida, ler os seus escritos (se for o caso), descobrir os seus rasgos mais caraterísticos, para o poderdes imitar. Tende a certeza, de que os santos, se tornarão boas guias, ajudas válidas, para amar ainda mais o Senhor, para “crescer e abundar na caridade uns para com os outros” e para progredir na fé e na santidade de vida (cf. Tes 3,12-4,2). Eles são o rasto luminoso de Deus, que Ele mesmo traçou e continua a traçar, ao longo da história. Alcançados, pela luz de Cristo, os santos indicam-nos o caminho, para agradar a Deus e nos tornarmos mais humanos e mais felizes!
5. Irmãos e irmãs: “O Senhor confirme os vossos corações numa santidade irrepreensível, diante de Deus, nosso Pai, no dia da vinda de Jesus, nosso Senhor, com todos os santos” (I Tes 3,13)! Com os santos, que caminham, entre nós, sigamos aquela Estrela, que nos leva ao encontro luminoso, com o Filho do Altíssimo, que vem até nós! E supliquemos, humildemente: Senhor: aumenta, aumenta a nossa fé!
Fonte: aqui

Sem comentários:

Enviar um comentário