sexta-feira, 16 de março de 2012

Nigéria: Grupo cristão teme aumento da onda de violência

---

Um grupo cristão de defesa dos direitos humanos da Nigéria considera que a onda de violência étnica e religiosa que tomou conta da zona norte do país pode vir a tomar maiores proporções nos próximos dias.
Em declarações publicadas no site da Fundação Ajuda à Igreja que Sofre, Jonathan Racho, um dos membros daquele movimento solidário, dá conta das ameaças proferidas pelo grupo muçulmano Boko Haram, que tem estado envolvido num confronto que já causou pelo menos 10 mil mortos na região.
De acordo com o representante cristão, aquela força armada “prometeu erradicar o cristianismo de certas áreas da Nigéria”.
O atentado suicida do passado domingo, que destruiu uma igreja católica em Jos e causou 11 mortos, é visto como parte integrante de “uma estratégia regional de terror”.
Segundo a AIS, as ameaças do Boko Haram, que em português significa “Educação não Islâmica é pecado” foram veiculadas pelo site nigeriano Bikya Masr.
In ecclesia

Sem comentários:

Enviar um comentário