quinta-feira, 22 de março de 2012

Muitos só procuram Jesus para obter a Sua ajuda, quando as coisas estão difíceis

Conhecer Jesus

Ontem como hoje há um sem-número de pessoas que desejam conhecer Jesus, como aqueles gregos do Evangelho. Na Europa e nos países de tradição cristã a grande parte das pessoas podem achar que já o conhecem suficientemente, embora isso poucas vezes seja realidade. Há muita gente que o procura apenas por interesse egoísta mas não pratica os seus mandamentos.
Muitos só procuram Jesus para obter a Sua ajuda, quando as coisas estão difíceis. São os que só querem o mel do cristianismo: curas físicas e espirituais, bênçãos materiais.

Jesus menciona muitas vezes o mandamento do amor a Deus, repetindo o que diz a Bíblia, mas dá um ênfase muito grande à obrigação de amarmos o próximo. Basta ler Mateus 25, 31-46, que nos indica como um dia seremos julgados.

Anda um texto na internet, que vale a pena ler e meditar: «Eu acho que a única religião verdadeira é a do Amor. Há muita gente que levanta as mãos para louvar, mas poucos as usam para ajudar o próximo. Há muita gente a apontar o dedo a seu irmão para o acusar, mas não é capaz de lhe dar a mão para o levantar. Muitos querem o perdão de Deus, mas não perdoam a quem os ofende. Muitos estão sempre prontos a receber, mas pouco ou nada a dar. Falam muito de Fé mas o diabo também tem fé e está no inferno, como diz a carta de S. Tiago».

Quando Filipe e André apresentam o pedido dos gregos a Jesus, Ele começa a falar na Sua morte: «Chegou a hora em que o Filho do homem vai ser glorificado. Em verdade, em verdade vos digo: Se o grão de trigo, lançado à terra, não morrer, fica só; mas se morrer, dará muito fruto. Quem ama a sua vida, perdê-la-á, e quem despreza a sua vida neste mundo conservá-la-á para a vida eterna. Se alguém Me quiser servir, que Me siga, e onde Eu estiver, ali estará também o meu servo.»

Isto nos dá a entender que Jesus queria que ficasse bem vincado nos seus ouvintes que conhecê-lo é pouco importante, o que importa é segui-lO, mesmo se para isso é preciso desprezar a vida deste mundo.
Fonte: aqui

Sem comentários:

Enviar um comentário