sexta-feira, 27 de maio de 2011

SÍMBOLOS DO ESPÍRITO SANTO

VENTO
As qualidades do vento, que traduzem a acção do Espírito: o vento não se vê, apenas se sente a sua passagem, no movimento dos objectos ou na respiração, isto é, sentimos apenas os seus efeitos; conserva a vida, porque não podemos viver sem ar.
Conhecemos apenas os efeitos da sua passagem, umas vezes devastadora, como o ciclone,
noutras leve como a brisa.
O vento forte é sinal da acção poderosa de Deus, o vento-brisa é sinal da paz que deve
reinar na natureza e da sua presença no mundo.
ÓLEO
O óleo é utilizado em quatro sacramentos: unção baptismal, unção dos doentes, unção do crisma e unção sacerdotal. A unção do óleo aparece ainda na consagração dos altares da Eucaristia. Por outro lado, a Bíblia refere a unção de vários tipos de pessoas.
Óleo, símbolo da abundância e felicidade, pois, era fonte de muitas riquezas, bem como: alimento ou como afrodisíaco.
O óleo/azeite, muitas vezes imbuído de essências perfumadas penetrava na pele e dava ao organismo novo vigor e agilidade.

FOGO
Além de ser um elemento importante da vida humana, o fogo representa também uma força purificadora e destruidora implacável. O fogo tudo destroi, atingindo o coração das "coisas".Por isso, o fogo vai ligado à intimidade, ao mais profundo da pessoa.
ÁGUA
Água, símbolo da vida e da purificação. Apartir desta realidade diária, o povo de Deus falou dos modos de agir Deus no mundo.
Enquanto a água normal não apenas lava por fora e vivifica a vida física, como também sinal de purificação espiritual, pois Jesus é baptizado com água, demonstrando assim a riqueza espiritual da água portanto Jesus dá á água um aspecto moral e de vida nova (quem se deixa levar pela água do baptismo terá uma vida nova).
POMBA
Podemos primeiramente falar deste símbolo como; um ser que voa, não apenas no nosso imaginário como no nosso real. A pomba significado da paz também é para nós o símbolo de esperança de vida nova e de uma nova criação. Com ela podemos ter a certeza que a Palavra de Deus será espalhada pelos quatro cantos do mundo, pois, tem capacidade de voar, planar, sobrevoar, durante muito tempo.
IMPOSIÇÃO DAS MÃOS
O fundamento deste gesto reside no facto de se comunicar algo a outrem: gesto da imposição das mãos sobre os dons em sacrifício. Podendo estar ligado a este símbolo a transmissão de poderes, pois, toda a nossa Igreja está ligada (também) a este acto, quer seja na ordenação sacerdotal, seja na oblação do Pão e do Vinho e no Crisma.
SELO
O selo é uma marca duradoira e está relacionado com a ideia de pertença por parte daquele que o recebe e de posse por parte daquele que o coloca.
No baptismo, a Igreja marca com o selo da Cruz os baptizados. Com isso, a Igreja pretende dizer que não seremos cristãos sem o selo do Espírito de Jesus.
Fonte: aqui

Sem comentários:

Enviar um comentário