domingo, 29 de maio de 2011

Se não se faz, nada acontece nesta terra; se se faz as pessoas não aparecem!



Antes de mais, parabéns às pessoas desta paróquia e de  outras que marcaram presença e nos deram a satisfação da sua presença alegre e entusiasta.
Obrigado ao locutor António Veloso, pai desta iniciativa. Esteve muito bem na orientação do espectáculo.
Parabéns aos artistas Tó Pereira, Augusto Monteiro, Delcídia, Ricardo Nascimento, Sandra, Rodrigues Portugal, Paula Soares, Ricardo, Rui Fontelas e Daniel. Foram impecáveis, altruístas e encantaram. Criaram um clima fantástico de alegria e ofereceram óptima música.  Muito obrigado por tudo.
Obrigado a quem ajudou, entidades públicas e privadas. Câmara Municipal de Tarouca, Junta de Freguesia de Tarouca, Bombeiros de Tarouca, Caves da Murganheira, Restaurante 'Tio Pedro', Tipografia Exemplo, Conjunto Varosa,  José Américo e Victor Cardoso (espectaculares!), Comissão da Igreja, Catequistas, outras pessoas.

Onde esteve a maioria dos tarouquenses? Uma vergonha!!! Onde deixaram o sentido de comunidade? Onde estiveram os pais dos catequizandos? Já se convenceram que o Centro Paroquial é para os seus filhos e netos?
Será que algumas gentes têm consciência? Ou pensa que alguns  é que têm de trabalhar para outros enquanto ficam   na berma da vida a criticar quem trabalha?
Nesta terra é assim. Alguns, os criticadores de sempre , e por isso inúteis, enchem a boca com isto: "Nesta terra não se faz nada!" Mas quando se faz não aparecem e ainda criticam quem faz.
Assumamo-nos como cidadãos em pleno!| Demos o corpo ao manifesto pela causa comum. Chega de estarmos sempre, como pedintes, à espera que sejam os outros a fazer o que compete a todos nós.

Sem comentários:

Enviar um comentário