quarta-feira, 4 de maio de 2011

Cantando o dom da vida

Miriam Fernández ficou famosa quando ganhou em 2008 a II edição do programa televisivo espanhol "Tú sí que vales" (Tu sim tens valor), da Telecinco, com uma interpretração que cativou imensos espectadores. Os vídeos que depois apareceram no Youtube alcançaram número impressionante de visitas.
Aos 20 anos de idade, Miriam é talvez a cantora e compositora juvenil mais querida da Espanha. E usa o seu talento para defender a vida e transmitir uma mensagem de fé: "Deus não manda nada que não possamos suportar" – diz ela.
Miriam nasceu com paralisia cerebral e os médicos diziam que, aos 15 anos, não caminharia, e só me arrastaria; mas hoje caminho com ajuda de um andarilho" – explica ela. A sua mãe, adolescente, ignorou a proposta de realizar um aborto e optou por entregá-la para adopção. Por isso diz-se eternamente grata a sua mãe biológica que a deixou viver. Assim como à família que a acolheu e apoiou em todos os sentidos.
"Na minha vida passei momentos duros, como a morte do meu pai e a do meu irmão. São momentos em que se pergunta a Deus: «porquê?». Mas, no final de todas as escuridões, sempre vi luz; sempre vi que tudo serve para alguma coisa; que Deus não manda nada que não possamos suportar", assegura Miriam. E elogia a formação que recebeu na família adoptiva e nos colégios religiosos em que estudou.
"A música foi a minha salvação numa infância dura, quando outras crianças riam de mim. Continuei cantando e vi que cantar por cantar não é o mesmo do que fazê-lo sabendo que assim ajudamos os demais", sustenta. Na sua carreira de cantora, Miriam enfrenta críticas por apoiar as campanhas pró-vida, assim como comentários negativos às suas canções nas redes sociais". Dizem: "Não deveria ter uma posição tão firme". Mas ela dá valor à vida que lhe deixaram viver e sabe que muitos seres humanos são vítimas do aborto.
Agora que ganhou fama e tem quem a ouça, aproveita para compor as suas canções, onde canta o dom da vida e diz a todos que é feliz, apesar da sua deficiência física.
In O Amigo do Povo

Sem comentários:

Enviar um comentário