terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Primeiro aniversário da tragédia que se abateu sobre o Hait

Comunicado de Imprensa

Porque ocorre, amanhã, o primeiro aniversário da tragédia que se abateu sobre o Haiti, em consequência, do violentíssimo sismo que foi considerado pela ONU como a pior calamidade natural desde a existência desta organização, a Cáritas Portuguesa quer recordar os milhares de haitianos que sucumbiram neste desastre, confiando-os à misericórdia de Deus, e reiterar a sua solidariedade aos que a ele sobreviveram mas que continuam a lutar pela recuperação da normalidade das suas vidas que está a ser condicionada pelas debilidades que já, antes, faziam do Haiti o país mais pobres do hemisfério ocidental. Muitos têm sido, efectivamente, os constrangimentos à recuperação do país, aos quais se veio a juntar, agora, a enorme epidemia de cólera que já dizimou milhares de pessoas.

A Cáritas Portuguesa, com a ajuda sempre pronta e generosa da população portuguesa, angariou, na ocasião, 1.375.845,77€. Desta verba, 25% foi já aplicado, na fase de emergência, com a aquisição de 472 tendas, para 1400 pessoas, com a instalação de 10 depósitos de água e com ajuda alimentar a mais de 200 famílias.

Oportunamente, deslocar-se-á a Port-au-Prince, capital do país, uma delegação da Cáritas Portuguesa para avaliar os impactos da ajuda já concedida e programar, em conjunto, com a Cáritas local a aplicação dos restantes donativos em projectos que visam a construção de habitações, de uma unidade de saúde, de criação de postos de trabalho e de outras acções que vierem a ser identificadas.

Apesar de serem enormes os desafios que os haitianos têm que enfrentar nos próximos anos, a Cáritas de Portugal, em consonância com muitas Cáritas de outros países, está convencida de que esta poderá ser uma oportunidade para que nasça um Haiti renovado, capaz de dar condições dignas de vida ao seu povo. Da nossa parte, no respeito pelo principio da universalidade que deve orientar a verdadeira solidariedade, faremos o que estiver ao nosso para que a essa renovação não tarde.

Lisboa, 11 de Janeiro de 2011

O Presidente da Cáritas Portuguesa
Eugénio José da Cruz Fonseca

Sem comentários:

Enviar um comentário