quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Igreja Católica cria estrutura para acolher anglicanos

Trata-se de um «Ordinariato Pessoal», elaborado pela Santa Sé, e que funcionará nos territórios de Inglaterra e País de Gales

Cidade do Vaticano, 15 Jan (Ecclesia) – O Vaticano anunciou hoje a criação de um “Ordinariato Pessoal” nos territórios de Inglaterra e País de Gales, estrutura que visa acolher pastores e fiéis da Igreja Anglicana que desejem entrar em comunhão com a Igreja Católica.

A estrutura, desenvolvida pela Congregação para a Doutrina da Fé, foi criada “em conformidade com as disposições da Constituição Apostólica ‘Anglicanorum coetibus’, do Papa Bento XVI, de 4 de Novembro de 2009, e após cuidadosa consulta com a Conferência Episcopal de Inglaterra e País de Gales”, pode ler-se num comunicado oficial da Santa Sé.

O Vaticano adianta que o Ordinariato visa “por um lado, assegurar a salvaguarda das venerandas tradições litúrgicas, espirituais e pastorais anglicanas, no interior da Igreja Católica; por outro lado, integrar completamente estes novos grupos e os respectivos pastores na Igreja Católica”.

Em decreto oficial ficou ainda estabelecido que o novo organismo terá como primeiro responsável Keith Newton, antigo bispo anglicano, que chegou a ser auxiliar de George Carey, antigo arcebispo da Cantuária e primaz da Igreja Anglicana.

Keith Newton e outros dois ex-bispos da Igreja Anglicana, Andrew Burnham e John Broadhurst, foram esta manhã ordenados como padres católicos, na catedral de Westminster em Londres, pelo arcebispo católico D. Vincent Nichols.

Os três sacerdotes terão a seu cargo a preparação catequética dos primeiros grupos de anglicanos da Inglaterra e País de Gales, que serão acolhidos na Igreja Católica numa cerimónia prevista para a próxima Páscoa.

Vão ter ainda a responsabilidade de acompanhar todos os ministros que se estão a preparar para a ordenação católica, que terá lugar durante o tempo de Pentecostes.

O novo “Ordinariato Pessoal” tem o nome de “Ordinariato Pessoal de Nossa Senhora de Walsingham”, numa homenagem simbólica ao mais importante santuário mariano inglês, partilhado por católicos e anglicanos.

O Vaticano revelou ainda que a estrutura terá como patrono o Beato John Henry Newman, um padre anglicano do século XIX que se converteu à Igreja Católica, tendo chegado a Cardeal.

Recorde-se que Newman foi beatificado por Bento XVI durante a sua visita ao Reino Unido, em Setembro do ano passado.
In ecclesia

Sem comentários:

Enviar um comentário