terça-feira, 24 de abril de 2012

China: Mais de 22 mil pessoas foram batizadas na Páscoa

--
Três quartos dos novos católicos são adultos, adianta Serviço de Informação do Vaticano
 
O Serviço de Informação do Vaticano (VIS) revelou hoje que mais de 22 mil novos católicos receberam o batismo no domingo de Páscoa, 8 de abril, 75% das quais eram adultos.
Os dados foram recolhidos pelo ‘Study Center of Faith’ (Centro de estudos da fé), da província chinesa do Hebei, e publicados pela Agência Fides, do Vaticano.
Os fiéis eram oriundos de 101 dioceses, com 3500 novos católicos em Hong Kong, onde existem 360 mil batizados.
O VIS destaca que algumas dioceses não celebram todos os batismos no dia de Páscoa, pelo que o número total deverá aumentar até final do ano.
O Vaticano acolhe até quarta-feira uma nova reunião da comissão criada por Bento XVI, em 2007, para debater as “questões de maior importância” para a Igreja Católica na China.
O encontro reúne os superiores de organismos da Cúria Romana e alguns representantes do episcopado chinês e congregações religiosas.
Do programa consta o tema da “formação dos leigos à luz da situação da comunidade católica na China”, tendo como pano de fundo a realização de um Ano da Fé (11 de outubro de 2012-24 de novembro de 2013), em toda a Igreja, por iniciativa de Bento XVI.
Na China existem entre oito a 12 milhões de católicos, segundo o Vaticano, divididos entre os que pertencem à Igreja "oficial" (Associação Patriótica Católica – APC, controlado por Pequim) e à "clandestina", fiel a Roma.
As relações diplomáticas entre a China e a Santa Sé terminaram em 1951, após a expulsão de todos os missionários estrangeiros, muitos dos quais se refugiaram em Hong Kong, Macau e Taiwan.
Agência ecclesia

Sem comentários:

Enviar um comentário