quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Vivemos em união de facto e queremos baptizar a nossa criança

--
Olá!

Eu não sou nem vivo nessa zona, mas gostava de colocar uma questão.

Tenho uma menina com 2 anos e meio ano e pretendo baptizá-la. Eu fui educada na fé católica e pretendo transmitir esses valores à minha filha.

Actualmente vivo em união de facto com o pai da minha menina. Ele foi baptizado e fez as comunhões, embora não tenha sido crismado como eu fui. Também ele quer que a nossa filha cresça na fé católica, pois acredita nos mesmos valores em que eu acredito.

Tentamos tratar das coisas para baptizar o nosso rebento e disseram-nos que não, por não sermos casados pela Igreja.
Mas eu ponho esta questão: a uma pessoa que seja divorciada e que esteja a viver com outra pessoa em união de facto, deixam baptizar. Porquê? Não diz a Bíblia: "Não separe o homem o que Deus uniu"? Será que a minha situação é mais pecaminosa do que a dessas pessoas?
Acrescento também que os padrinhos que indicamos para o baptismo da nossa menina cumprem os requisitos: têm mais de 16 anos, são crismados, quer um quer outro são casados pela Igreja e são praticantes.
A minha questão então é esta: como poderei fazer para baptizar a nossa filha sem estarmos casados catolicamente?

Obrigada pela atenção.

Com os melhores cumprimentos,
Ana Albuquerque

Caso seja católico (a), que diria a esta senhora?

Sem comentários:

Enviar um comentário