quarta-feira, 2 de novembro de 2016

A Solenidade de Todos os Santos ajuda “entender” o Dia dos Fiéis Defuntos, que se celebra hoje, 2 de novembro.

A Solenidade de Todos os Santos ajuda “entender” o Dia dos Fiéis Defuntos, que se celebra hoje, dia 2 de novembro.
“Estes dois dias ensinam-nos o que é essencial e mais belo. Não caminhamos só para a escuridão do túmulo, mas para a luz plena de Deus”.
“Vamos a caminho da plenitude, da santidade, da semelhança com Deus”. “Estas duas celebrações lembram-nos a dimensão da eternidade que a nossa vida terrena tem”.
...
“A vida é breve e mede-se pelo saldo de solidariedade que levamos para a eternidade”.
É necessário cultivar a dimensão final “ao longo do tempo terreno” porque é nesse momento que se colhe o que se foi semeando.
As liturgias dos dois primeiros dias de novembro ajudam a “cultivar a memória, a vida interior e a ter consciência das raízes” e, por outro lado, “lembram o essencial da fé cristã".
"Somos configurados com Criso na morte, passamos pela cruz, mas participamos igualmente na ressurreição da vida nossa”.
(D. Manuel Pelino numa mensagem vídeo publicada na rede social Facebook)

Sem comentários:

Enviar um comentário