quarta-feira, 13 de julho de 2011

"Não entro, porque não estou em condições!"

Há dias presenciei uma cena interessante à entrada da Igreja Paroquial de Tarouca. Era um casal de turistas que estava a fazer uma visita ao templo. Depois de uma ronda prolongada pelo exterior, o marido começou a empreender uma visita ao interior, mas ao aperceber-se que a esposa ficava à porta, voltou para a convidar a entrar. Foi então que a ouvi dizer:
- Não entro, porque não estou em condições.
E apontava para a roupa que trazia. O marido encolheu os ombros e entrou sozinho.

Recordei naquele momento uma frase que algures vi escrita à entrada de uma Igreja: "Silêncio! Você acaba de entrar no domínio do sagrado!"

Entrar numa Igreja, capela ou catedral é entrar num espaço particularmente consagrado ao Senhor o qual sempre nos respeita.
Nós merece o mesmo Senhor de nós todo o respeito!? Mesmo quem não é crente, educadamente, deve respeitar os lugares sagrados daqueles que o são. Quanto mais se nos dizemos crentes!!!

1. Ao entrar num templo, devo reparar se a lamparina (azeite ou eléctrica) está acesa. Se estiver, é sinal de que naquele templo está o Santíssimo Sacramento.
Então faço a genuflexão em condições, ajoelho depois  e faço um momento de oração.
Muitos crentes entram nos templos e nem ligam ao Santíssimo Sacramento. Parecem borboletas a saltitar de imagem para imagem, quando o verdadeiramente importante é Jesus Sacramentado.

2. O templo é lugar de recolhimento, de silêncio. É lugar sagrado. Não devo falar por respeito pelo Senhor, por mim e pelos outros. Muitas pessoas  queixam-se que entraram nesta ou naquela Igreja para rezar e não o conseguiram fazer dado o barulho ali existente.
Se precisar de dizer alguma coisa, devo fazê-lo com brevidade e muito baixinho.

3. Moderação no vestir. Estar numa Igreja não é a mesma coisa que estar na piscina, na praia ou no café. Ninguém vai visitar o Presidente da República em calções, de chinelos ou com decotes de praia... A igreja nem é local de diversão nem de veraneio. Postura respeitosa também no vestir, porque Deus merece.
E isto vale tanto para homens como para mulheres...

Sem comentários:

Enviar um comentário