domingo, 19 de junho de 2011

Uma criança modelo


Nestes tempos em que centenas de milhar de crianças celebram as suas festas da catequese, com relevo para a primeira Comunhão e Profissão de Fé, vale a pena meditar no testemunho de fé e amor que muitos destes meninos e meninas nos dão.
Todos conhecemos algumas crianças-modelo, mas hoje quero deixar o testemunho de um menino do Brasil, que é mesmo candidato a ser beatificado pela Igreja Católica. É o menino Nelsinho Santana, que morreu aos 9 anos, em 1964, em Araraquara, no interior de São Paulo. O processo está na fase diocesana e os restos mortais, sepultados no Cemitério de São Bento, de Araraquara, serão trasladados para uma urna, a colocar dentro da Igreja Matriz do Senhor Bom Jesus, em Ibitinga, cidade onde o garoto nasceu.
O garoto teve de amputar o braço esquerdo e morreu após 18 meses de martírio, com fortes dores, mas sempre muito calmo, pedia a Deus que ajudasse as crianças e dizia que não tinha medo de morrer pois ia viver com Jesus. Uma cópia da certidão de óbito e orações a Deus seriam o caminho para os milagres atribuídos ao candidato a santo.
A vice-postuladora do processo, iniciado em 2009, Ana Lúcia Frigioni, diz que estão sendo ouvidas as testemunhas sobre a vida e virtudes do menino. Ela acredita que o processo estará terminado até ao início de 2012. O túmulo de Nelsinho, agora um "servo de Deus", é venerado por muita gente em Araraquara.
Filho de trabalhadores rurais, Nelsinho era o terceiro dos oito filhos do casal João Joaquim e Ocrécia. O menino caiu na fazenda onde os pais viviam e ele teve dores insuportáveis, que o levaram a duas internações antes de morrer. Ele encarou tudo com muita fé. Nelsinho queria passar o Natal no céu. Ele morreu na véspera e foi sepultado no dia de Natal como indigente, pois a família não tinha dinheiro para pagar o funeral. Depois, a sua sepultura perpétua foi doada por uma família devota do menino.

Fonte: aqui

Sem comentários:

Enviar um comentário