terça-feira, 15 de setembro de 2015

15 DE SETEMBRO: FESTA DE NOSSA SENHORA DAS DORES



Estava a Mãe dolorosa,
Junto da cruz, lacrimosa,...
Enquanto Jesus sofria.



Uma longa e fria espada,
Nessa hora atribulada,
O seu coração feria.


Ao olhar o Filho Amado,
De pés e braços pregado,
Sangrando das cinco chagas.


Oh quão triste e quão aflita
Padecia a Mãe bendita
Entre blasfémias e pragas.


Quem é que não choraria
Ao ver a Virgem Maria
Rasgada em seu coração?


Sem poder, em tal momento
Conter as fúrias do vento
E os ódios da multidão!


Firme e heróica no seu posto
Viu Jesus pendendo o rosto
Soltar o alento final.


Ó Cristo, por vossa Mâe
Que é nossa Mâe também
Dai-nos a palma imortal.


(Texto: Hino do Ofício de Leitura, na Liturgia das Horas.
(Imagem nº1: Nossa Senhora das Dores que se venera na Capela de Santa Helena, Tarouca. Imagem nº 2: A célebre estátua de Miguel Ângelo, conhecida por "PIETÁ", que se encontra n Basílica de S. Pedro, no Vaticano)

Sem comentários:

Enviar um comentário