segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

2014: perspectiva é de que mais pais optem por dar nomes bíblicos aos filhos




Um site norte-americano focado em sugerir nomes para bebês prevê que aumentará em 2014 o número de pais que vão escolher um nome bíblico tradicional para os filhos: esta tendência, de acordo com a diretora do site, é um sinal da renovada esperança das pessoas de fé.

"Uma nova onda de nomes bíblicos em nossa cultura é uma grande mudança para melhor. Depois de muitos anos, isso mostra que as pessoas estão se sentindo mais seguras da sua fé, estão com a esperança renovada", declarou à rede CNA a diretora do site Belly Ballot, Lucie Wisco.

O site permite que os pais compartilhem as suas opções de nomes para o futuro filho com os parentes e amigos nas redes sociais. Os amigos e familiares podem votar no seu nome favorito, ajudando os pais a tomarem a decisão final.

Com base em dados coletados de 3.500 pais e 25.000 votos de familiares e amigos que usam o site, o Belly Ballot prevê que os nomes bíblicos serão mais populares em 2014 do que foram nos últimos anos.

Lucie afirma que a razão da tendência "é muito simples": nos últimos anos, os pais têm feito "experimentos" com os nomes das crianças, "inventando" e usando "grafias bizarras". O retorno aos nomes bíblicos, segundo ela, mostra um desejo de "voltar aos valores e tradições originais para encontrar maior conforto e paz".

Nomes como os equivalentes em inglês a Noé e Miguel continuam aparecendo nos cadastros da previdência social norte-americana entre os 10 mais populares dos Estados Unidos, mas os pais também estão escolhendo nomes menos frequentes da Bíblia, como Naomi, Caleb, Judith e Levi.

Lucie também atribui parte dessa tendência à eleição do papa Francisco. Ela opina que dar aos filhos o nome de um personagem bíblico é uma maneira de os pais "homenagearem" o novo Santo Padre. "O papa Francisco está se concentrando mais na necessidade de humildade, misericórdia e compaixão, reaproximando as pessoas comuns da Igreja", observa ela.

Os dados do site destacam ainda que vem caindo nos Estados Unidos a popularidade de nomes terminados em “den”, como Jayden e Brayden, assim como nomes que contêm a letra "x", como Axl e Xander.

sources: Catholic News Agency, aqui

Sem comentários:

Enviar um comentário