domingo, 23 de dezembro de 2012

Um amor sem prazos de duração

Um casal desta comunidade celebrou hoje as suas Bodas de Prata na Vespertina na Igreja.
É sempre muito bom celebrar o amor fiel, sem prazos de duração, exactamente num tempo em que o que está na moda são os divórcios.
Remar contra a maré é preciso muitas vezes. Celebrar a alegria de um amor que resiste a modas e é fiel é uma boa notícia.
Há dias vi um programa na televisão em que pessoas ex-casadas festejavam com amigos o seu divórcio, com champanhe e tudo. Segundo a reportagem, que se esmerou em fazer passar a ideia que o divórcio é a coisa mais natural do mundo, "porque cada pessoa tem direito a ser feliz", são cada vez mais frequentes estes festejos acolhidos pela comunicação social como normais. O que parece chocar a comunicação social  é aquilo que deveria ser o normal: casais que festejam 25 e 50 anos de amor fiel e feliz.
Neste tempo de Natal, somos chamados a olhar com olhos de ver e com um coração capaz de compreender a Família de Nazaré: Jesus, Maria e José. Esta família foi confrontada, desde o início, com mil e um problemas, os quais foram vencidos pelo amor forte e firme que unia as pessoas.
Segredo, além do amor? Deus nas suas vidas e no seu coração.
Não será a ausência de Deus na vida de tantas famílias o caminho mais rápido para o divórcio?..
 
 

Sem comentários:

Enviar um comentário