sábado, 17 de outubro de 2015

Homenagem justa




16 de outubro, cerimónia no Salão Nobre da Câmara. Lucílio Teixeira recebe a Medalha de Ouro do Município.
A cidadania é reconhecida e grata. O cidadão homenageado, 70 anos de idade, dedicou mais de metade da sua vida á causa pública. No executivo camarário esteve 12 anos (2 como vereador); na Santa Casa da Misericórdia de Tarouca foi durante décadas o seu provedor; na União das Misericórdias desempenhou várias funções...
A Santa Casa da Misericórdia é uma entidade ligada à Igreja. Não se estranha, por isso, a presença do senhor Vigário Geral, em representação do senhor Bispo.
As pessoas mais velhas desta região recordarão certamente o que era a Santa Casa antes da liderança de Lucílio Teixeira. Tinha a capela junto à Igreja, algumas propriedades sem grande fôlego e o antigo hospital, transformado em Centro de Saúde. Claro, tinha os irmãos, que eram - e são - a melhor riqueza.
Com Lucílio Teixeira a Santa Casa desenvolveu-se claramente. Comprou-se a Casa onde viria a funcionar o 1º Lar;  construiu-se o novo Lar; após a construção do Centro de Saúde, o velho hospital recebeu obras de reformulação profunda e transformou-se na Unidade de Saúde que hoje é; implantou-se uma Unidade de Fisioterapia, construiu-se a nova Creche, pôs-se a funcionar o ATL;  o Centro de Dia e o Apoio ao Domicílio difundiram-se; várias valências assistenciais aportaram à instituição...  Dezenas de pessoas têm o seu posto de trabalho na Santa Casa.
"Bom é só Deus", disse Jesus ao jovem rico. Assim, não há pessoas perfeitas, todas, de uma forma ou de outra, têm as suas limitações. Agora que o Lucílio Teixeira fez na Misericórdia uma obra imensa, isso ninguém de boa fé pode negar. Antes, todos somos chamados a reconhecer. E a agradecer.
Não falo aqui da sua ação em prol do desenvolvimento do Concelho, apenas afloro. Posto da GNR, Edifício onde funcionam as Finanças e o Conservatório; Centro Cívico, Monumento às mães, Saneamento e água em quase todo o concelho;  estrada 329;  alargamento e alcatroamento da estrada Teixelo Santa Helena, expansão oeste, etc, etc.
Saliento ainda a boa colaboração com a Igreja e as obras desta. Nesta faceta, Lucílio Teixeira foi pioneiro no seu tempo de autarca. Sempre entendeu o serviço à Igreja como exercício de cidadania. Por isso colaborou e ajudou no restauro, manutenção e construção de edifícios ao serviço e para o serviço das pessoas. Muito obrigado.

Sem comentários:

Enviar um comentário