sexta-feira, 28 de março de 2014

ESTAMOS A VIVER A QUARESMA


















 
A clemência de Deus é infinita,
Ele perdoa as culpas do seu Povo:
Dá luz ao cego, dá ouvido ao surdo,
Dá voz ao mundo, os mortos ressuscita,
E faz do mundo antigo um mundo novo.


Com poderosas armas se levanta
A negra morte sobre toda a Terra;
A palavra de Deus é esquecida,
Cercam as trevas a Cidade Santa,
Em vez da paz é construída a guerra.

Acolhei esta nossa penitência,
Fazei-nos testemunhas da esperança,
Semente duma nova humanidade,
Sinal da vossa eterna complacência,
Povo de Deus que pelo mundo avança.

O vosso Filho nos salvou da morte,
A morte mais infame suportando;
Presos, porém, ainda do pecado,
Vossa misericórdia nos conforte,
No tempo da Quaresma nos guiando.

Deus, nosso Pai,
É clemente e compassivo.
Ele nos corrige,
Ele nos dá o seu perdão.

Sem comentários:

Enviar um comentário