terça-feira, 17 de dezembro de 2013

A Igreja fora das igrejas



Vinte colaboradores paroquiais pelos caminhos da Paróquia. Nos próximos dias.
De casa em casa, levam o Boletim Paroquial 'Apelo'.
Fazem-no em nome da comunidade paroquial, movidos pela fé  no Cristo próximo, presente, amigo,
É como que uma segunda avalanche, no gesto simples do ir, partilhar, doar.
O Boletim leva também a proposta de oração familiar para a noite da consoada. Porque não basta dizer que é bom fazê-la, é importante apresentar uma maneira de a fazer e como fazer.
A insistente ideia de Francisco do ir às periferias, passa também por gestos como este.

Uma Igreja que não se fecha em si mesma, mas que, de portas e janelas escancaradas, parte ao encontro das pessoas com quem partilha o seu único tesouro: Jesus Cristo. Esta Igreja, vasilha do barro humano das suas limitações e pecados, transporta em si para oferecer o melhor Bem do mundo: o Salvador.
Parabéns aos leigos que, em sintonia com o seu pároco, levam este pequeno gesto às famílias.
Obrigado, famílias, pela aceitação e acolhimento.

Sem comentários:

Enviar um comentário